APS THIÉNABA : DES ’’ÉTUDES SONT EN COURS’’ POUR L’ÉLECTRIFICATION DU VILLAGE DE THIOTY (DG SENELEC) AIP Communiqué du Ministère de la Santé et de l’Hygiène Publique « Point de la situation de la COVID-19 au 23/10/2020 » AIP Côte d’Ivoire-AIP/Présidentielle 2020 : L’UE appelle les acteurs politiques ivoiriens à accélérer le dialogue MAP Guinée/présidentielle : 5 morts dans des violences post-électorales AGP Gabon: Reprise progressive des activités de la Société des bois de Lastourville ANP Niger : Les nouveaux membres du Comité Scientifique du CNRA se présentent au Premier Ministre ANP DIFFA : Cérémonie de présentation de semences améliorées produites par l’ONG WHH AGP Gabon : Evolution de la crise sanitaire, Task force et actualité international au menu du point de presse du Porte-parole de la Présidence APS DEUX PIROGUES DE MIGRANTS CLANDESTINS INTERCEPTÉES CE VENDREDI, AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Le CEECI et plusieurs organisations estudiantines rendent hommage à Alassane Ouattara à l’UAO de Bouaké

Governo destaca importância da aquisição conjunta de medicamentos entre os Pequenos Estados Insulares na África


  30 Septembre      9        Politique (12187),

   

Cidade da Praia, 30 Set (Inforpress) – O ministro da Saúde e Segurança Social destacou a importância do acordo de aquisição conjunta de medicamentos, por parte dos Pequenos Estados Insulares na região africana, considerando ser uma excelente oportunidade para indústria farmacêutica nacional.

Arlindo do Rosário fez esta afirmação terça-feira à imprensa, à margem da cerimónia de assinatura do Acordo de Aquisição Conjunta de medicamentos e outros produtos médicos entre os Pequenos Estados Insulares em desenvolvimento da região africana.

Conforme avançou, esses estados têm uma população reduzida, com problemas na economia de escala, e com esta iniciativa, explicou, poderão juntar e aumentar a possibilidade de compra desses produtos, reflectindo na redução de custos.

Outra vantagem, segundo Arlindo do Rosário, é que as empresas farmacêuticas nacionais dos respectivos países, poderão encontrar aqui grande oportunidade para continuarem a desenvolver.

“Cabo Verde está numa fase mais adiantada, com uma indústria farmacêutica instalada e acreditada internacionalmente, ou seja, com garantia da qualidade dos produtos fabricados e comercializados”, assinalou.

Conforme o governante, o processo irá funcionar através de uma orgânica constitucional e duas comissões, nomeadamente a comissão responsável pela aquisição dos medicamentos e uma comissão técnica, incumbido de avaliar a segurança dos medicamentos.

Esta iniciativa acontece no quadro da sexta Reunião dos Ministros de Saúde dos Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento da Região Africana, que aconteceu em 2017, em Seychelles, tendo sido assumido o compromisso da implementação do acordo de aquisição conjunta de medicamentos.

Este acordo prevê a criação de um programa específico, sua finalidade e objectivos, além dos seus princípios orientadores e sua estrutura de governação.

HR/CP

Dans la même catégorie