GNA Accra College of Medicine holds sixth matriculation/fourth white coat ceremony Infopress Movimento ‘Wake Up, Queen’ quer empoderar economicamente as mulheres cabo-verdianas Infopress Fogo: Formação em iniciação profissional de guias turísticos principia ainda este mês Infopress Santo Antão: Incêndio em armazém destrói 12 motores de bote em Cruzinha Infopress Futebol: Presidente da AFRN-SA acusa clubes de “tentativa de boicote” do arranque das provas Infopress “Vivarte – Escola de Artes” de Pensamento forma nova geração de artistas e trabalha na integração social da comunidade GNA COVID-19 kills 26 people in Bono Region within three months INFORPRESS Malabo acolhe I Cimeira de Negócios da Confederação Empresarial da CPLP GNA Employees urged to join or form associations GNA Bono East Region records 1.2 percent Covid-19 deaths

Governo quer potencializar turismo interno em Cabo Verde reduzindo tarifas de viagens


  12 Février      20        Politique (15506),

   

Cidade da Praia, 12 Fev (Inforpress) – O ministro do Turismo, Carlos Santos, disse que o Governo, em parceria com os parceiros que actuam no sector, quer potencializar o turismo interno promovendo um conjunto de pacotes, assim como a redução das tarifas de viagens.
Carlos Santos fez esta declaração à imprensa, quinta-feira à margem da assinatura de um protocolo de colaboração entre o Ministério do Turismo e Transportes e instituições ligadas aos sectores e subsectores do turismo para fomento do turismo interno em Cabo Verde.
Conforme o governante, este é um “passo extraordinário”, uma vez que foi colocado à mesa todos os parceiros que actuam no turismo interno, iniciando um caminho onde há condições de começar a desencarecer os pacotes turísticos.
Nesta linha, avançou, este caminho vai permitir a possibilidade aos agentes de viagens e também aos operadores turísticos cabo-verdianos, desenhar os pacotes turísticos e facilitar aqueles que queiram visitar uma outra ilha, poderem fazer isso em condições mais favoráveis.
“Estamos a falar na questão das tarifas e é isso o grande objectivo deste protocolo, ou seja, facilitar, reduzir barreiras e tarifas, por isso, é que pusemos a mesa todos aqueles que intervêm neste circuito”, assinalou.
Para além disso, segundo Carlos Santos, o protocolo envolve o Ministério das Finanças, que apresenta um pacote de incentivo, com a introdução de “vouchers”, que depois serão descontados na parte fiscal pelas empresas que venderem o serviço.
“Ou seja, haverá possibilidade de um determinado cliente, que, fazendo um consumo num restaurante ou num centro de artesanato, apresenta esse “voucher” levará depois a um desconto no preço do produto”, explicou.
Afiançou que neste protocolo se está a criar as condições, e que os parceiros e os actores neste processo têm um reduzido tempo para começarem a apresentar esses pacotes, pois terão que fazer as negociações com os hotéis e restaurantes para permitir com que haja esse abaixamento de preço nas tarifas.
“Nós estamos a pretender que este turismo vise não só os nacionais, mas também aqueles que se encontram de passagem no país, queiram visitar uma ou outra ilha”, atestou.
O ministro informou ainda que o acordo terá parceiros importantes que são os operadores como a Empresa de Aeroportos e Segurança Aérea (ASA) e a CV Handling, com os quais já há um compromisso no sentido de baixarem suas tarifas, que vai “reflectir inevitavelmente nos preços” das passagens.
De acordo com as informações avançadas pelo Governo, o protocolo contempla as actividades específicas a serem implementadas pelas instituições que rubricaram o documento, de facilitação e benefício aos turistas internos, tendo como base a concertada na definição dos mecanismos.
O acordo foi assinado entre o Ministério do Turismo e Transportes, a ASA, Cabo Verde Handling, Câmara do Turismo de Cabo Verde (CTCV), Associação das Agências de Viagens de Cabo Verde (AAVT), Associação das Agências Incoming (ACVAI) e a Transportes Interilhas de Cabo Verde.

Dans la même catégorie