ANP Le Ministre burkinabé des Mines et des Carrières reçu par le Président Issoufou ANP Le Président Issoufou reçoit le Secrétaire Exécutif du Comité Interparlementaire du G5 Sahel ANP Diffa N’Glaa : 60 milliards de F CFA d’investissements dans les infrastructures ACI CONGO : QUINZE FEMMES VULNÉRABLES FORMÉES SUR DES MÉTIERS GÉNÉRATEURS DE REVENUS GNA Bawumia commissions Education Staff Development Institute at Saltpond GNA Chief of Staff inaugurates water projects in Tano North Municipality GNA PPAG ends GUSO project MAP Le leadership régional du Royaume en matière de lutte contre le changement climatique salué par un responsable nigérien MAP Les Etats-Unis réaffirment que l’initiative marocaine d’autonomie au Sahara est « sérieuse, crédible et réaliste » GNA Retail campaign serving us well-Asokwa NPP Secretary

Grupo ‘Blu Business Solutions’ cria projecto “Bibliotecas Móveis” para democratizar acesso ao livro


  21 Septembre      6        Economie (10116),

   

Cidade da Praia, 21 Set (Inforpress) – O Grupo Blu Business Solutions apresentou sexta-feira ao Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas o projecto “Bibliotecas Móveis” que tem como objectivo democratizar o acesso ao livro, ao conhecimento e à informação.
Depois de ter apresentado este projecto aos municípios de Santa Catarina e São Miguel e de ter conseguido o envolvimento das autárquicas, o grupo deu-o a conhecer ao ministro da Cultura, como forma de analisarem a possibilidade de o enquadrar no Plano Nacional de Leitura.
Este projecto inovador, segundo o gestor Rony Moreira, é uma forma de democratização do acesso ao livro, ao conhecimento e à informação.
Ainda, sublinhou, tendo em conta o contexto da pandemia do novo coronavírus é uma forma de ajudar na questão da distribuição de livros e de materiais didácticos.
“Com o distanciamento e estas restrições criadas vai haver uma dificuldade por parte do Ministério da Educação em fazer funcionar, de uma forma satisfatória, e com alguma segurança sanitária, portanto, a biblioteca é um projecto útil e vai completar a política pública ou o Plano Nacional de Leitura”, disse, acrescentado que para que este tenha “pernas para andar” é necessário o envolvimento e o financiamento do Ministério da Cultura.
A ideia é desenvolver este projecto em todos os municípios, mas nesta fase vão arrancar com os concelhos de Santa Catarina, por ser o maior no interior de Santiago e por sua dinâmica, e São Miguel, por ter a “melhor biblioteca municipal e bem organizada”.
Ajuntou ainda que a ideia é levar os serviços bibliotecários a quem mais precisa, a quem menos meios tem para ter acesso aos equipamentos culturais, predominantemente localizados nos centros municipais, conseguindo também interligar as outras áreas de produção artísticas e criativas como literatura, cinema e dramaturgia.
Por sua vez, o ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, considerou que a ideia da criação de bibliotecas móveis é “muito útil”, mas para que possam contar com o apoio do seu ministério é necessário redesenhar alguns pontos.
O primeiro passo, realçou, é garantirem o engajamento das câmaras municipais, visto que é da responsabilidade das autarquias promoverem uma biblioteca que disponha de um acervo dos clássicos, não só cabo-verdianos, como internacional, livros de qualidade técnica, de ficção e científica.
“O nosso engajamento pode ser garantido a partir do momento que as câmaras municipais o façam, mas, obviamente, todos os projectos que visem promover a literatura, as letras e o acesso dos livros têm o apoio do Ministério da Cultura”, assegurou.
Ainda, defendeu, é necessária uma mudança de paradigma no acesso aos livros e a literatura, ou seja, qualquer projecto de biblioteca móvel terá que ter incorporado o acesso a livros através da tecnologia e às bibliotecas digitais de outros países a que Cabo Verde pode ter acesso.

Dans la même catégorie