ANP Le Niger se dote d’une Politique nationale en science, technologie et innovation ANP Création au Niger d’une Agence de Promotion du Tourisme ANP Covid-19 : Prorogation pour trois mois de l’état d’urgence sanitaire au Niger ANP Niger : Révision du plan de campagne agropastorale 2020 et du programme de cultures irriguées 2020-2021 ANP « Les droits des femmes face à la propagation de la covid-19 » au cœur de la Journée Mondiale de la Population AIP NSOA: 275 élèves officiers et sous-officiers des Douanes présentés au drapeau AIP COVID-19 : La Côte d’Ivoire franchit la barre des 12.000 cas confirmés GNA Voters Registration: Over three million registration recorded so far GNA Be professional not partisan – Police told GNA KMA to set up two sanitation courts

Grupo Musical Voz de ADEVIC lança CD “Vida de um Cego” sexta-feira na Praia


  21 Mai      10        Arts & Cultures (1081), Musique (201),

   

Cidade da Praia, 21 Mai (Inforpress) – O Grupo Musical Voz de ADEVIC, formado há cerca de 12 anos por deficientes visuais assistidos pela Associação de Deficientes Visuais de Cabo Verde (ADEVIC), fará sexta-feira o lançamento do seu primeiro CD intitulado “Vida de um Cego”.

O evento, a ter lugar no Palácio da Cultura Ildo Lobo, na Cidade da Praia, vai ser, segundo Carlos Mascarenhas, um dos integrantes do grupo, um momento de muita expectativa perante um público que querem que oiça a música dos deficientes visuais e os apoie.

Neste dia queremos sentir esse sentimento de reconhecimento, pois, há vários anos que vimos tentando fazer um disco e não conseguimos. Queremos muitos aplausos do público, pois, a música para nós é uma distração gratificante”, disse o guitarrista em declarações à Inforpress.

Convidado a explicar o nome atribuído ao álbum, Carlos Mascarenhas adiantou tratar-se de uma letra composta com a intenção de retratar a vida de um cego no seu dia-a-dia.

O CD conta com dez faixas e com músicas de autoria do grupo, que é formado por oito portadores de deficiência visual, que cantam e tocam violão, cavaquinho, bataria e outros instrumentos.

O grupo começou a tocar com outras pessoas, mas neste momento houve uma renovação, pelo que demos tudo para conseguir essa vitória. É claro que sem apoios e parcerias não conseguíamos”, conta Carlos Mascarenhas, sem esquecer de agradecer o produtor que fez com que o CD fosse possível.

Dans la même catégorie