APS LES POPULATIONS INVITÉES À S’APPROPRIER SEN’EAU, « UN PATRIMOINE À 55 POUR CENT SÉNÉGALAIS’’ APS MÉDINA BAYE VA CÉLÉBRER LE MAOULOUD DANS LE RESPECT DES GESTES BARRIÈRES (PORTE-PAROLE) APS LE CONSEIL SUPÉRIEUR DE LA MAGISTRATURE SAISI DU RAPPORT DE L’IGAJ SUR TÉLIKO APS REPLI DE 2, 5 % DU PIB AU 2E TRIMESTRE (ANSD) APS LES DÉCHETS PLASTIQUES, UNE « MENACE GRAVE » POUR LA PLANÈTE ET LES OCÉANS (PRÉSIDENT CAOPA) APS VERS UN UN GROUPE DE TRAVAIL PLURIDISCIPLINAIRE DU PROJET « DUNDËL SUUF’’ À SÉDHIOU APS LA BAD INTÈGRE LE CONSEIL D’ADMINISTRATION DU FORUM MONDIAL SUR L’INVESTISSEMENT (COMMUNIQUÉ) APS GESTION DES ORDURES : LES PRN, UN PARI CONTRE LES ’’DÉPÔTS SAUVAGES’’ MAP Fièvre de la vallée du Rift en Mauritanie: trois morts MAP UEMOA : la croissance prévue à 1,3% en 2020

Homenagem/Biaguê Na Ntan defende união no seio das Forças Armadas para “promoção da paz e desenvolvimento” no país


  1 Septembre      11        Société (23164),

   

Bissau 01 Set 20 (ANG) – O Chefe de Estado-maior General das Forças Armadas Biaguê Na Ntan defendeu esta terça-feira a necessidade de se intensificar a união na sociedade castrense para que possam promover a paz, estabilidade e o desenvolvimento na Guiné-Bissau.

Biagué Na Ntan falava na cerimónia de felicitações
que recebeu dos três ramos das Forças Armadas, nomeadamente, Marinha de Guerra, Exército e Força Aérea, pela sua recondução nas funções.

Na Ntan recebeu tradicional “pano de pente” com o seu rosto, uma bengala e um certificado de reconhecimento com o rosto de Amílcar Cabral, fundador da nacionalidade guineense e cabo-verdiana.

“A recondução não é apenas minha, mas também das Forças Armadas em geral, uma vez que os trabalhos que desencadeamos ao longo do meu percurso foram na base de equipa e sobretudo da união e vontade de fazer algo para melhorar a situação do país”, considerou aquele responsável.

O Chefe de Estado-maior General das Forças Armadas anunciou que o seu lema para os próximos anos de mandato é a estabilização da Guiné-Bissau de forma a garantir o progresso nacional.

“Se não houver a estabilização do país, não podemos desenvolver, porque não teremos os investidores e muito menos teremos um clima de paz”, alertou Biagué Na Ntan.

Sublinhou que o momento é de acção e não de palavras e que por isso, as Forças armadas necessitam de maior número de quadros qualificados para que possam desempenhar, de melhor forma, as suas tarefas e para que possam estar aptos para enfrentar o mundo da globalização.

O Chefe de Estado-maior General das Forças Armadas pede aos guineenses a não levarem em consideração questões étnicas, de modo a evitar “complicações desnecessárias”.

Referiu que no período da Luta de Libertação, o fundamental era apenas a união nacional com a finalidade de vencer e pede que o mesmo volte a vigorar no país para a estabilização da nação.

Biagué Na Ntan disse que a tarefa de liderar é complicada e difícil, mas que vai, de novo, dar o seu máximo para ter mais sucessos nos próximos anos.

Por sua vez, o porta-voz dos três ramos das Forças Armadas, Papa Camará disse que as Forças Armadas em geral estão de parabéns porque o país está calmo com a nomeação de Biagué Na Ntan ao cargo de Chefe de Estado Maior.

Papa Camará pediu igualmente mais formações para as Forças Armadas e para Para-militares.

“Os presentes que damos ao Chefe de Estado Maior e ao seu vice, é um sinal de reconhecimento pelo trabalho que fizeram ao longo dos anos, também é uma forma de mostrar a nossa satisfação face a sua recondução no cargo. Esperemos que desta vez consigam preencher as lacunas do mandato cessante”, desejou Camará.

Prometeu que vão trabalhar na base de união para concretizar os seus objectivos e que, por isso, vão precisar de colaboração de todos.

Na cerimónia, presentearam Biagué Na Ntan com o tradicional “pano de pente” que tem o seu rosto, uma bengala que simboliza a sua liderança e um certificado de reconhecimento com o rosto de Amílcar Cabral.

Também presentearam o Vice-Chefe de Estado Maior General das Forças Armadas, Mamadú Nkrumah com um “Pano de Pente” na qual consta as palavras de Amílcar Cabral que incentivam o progresso.

Biague Na Ntan foi reconduzido pelo actual chefe de Estado,Umaro Sissoco Embaló, após ter desempenhado as mesmas funções durante o mandato de cinco anos do ex-presidente José Mário Vaz, entre 2014-2019.

Dans la même catégorie