MAP Elections en RDC : l’UA demande « la suspension de la proclamation des résultats définitifs » GNA Madina Divisional Police confirms assassination of investigative journalist GNA Political Parties’ Fund: Afari-Gyan blames NDC and NPP Inforpress São Vicente: Embaixador da Índia perspectiva “caminho brilhante” nas relações económicas Índia/Cabo Verde Inforpress Santo Antão: Criadores “aliviados” com anúncio do Governo de priorizar Porto Novo com novo plano de emergência Inforpress Pintura mural na Clínica Godente incita a campanha do aleitamento materno NAN Nigeria joins PAPU to celebrate PAN African Post Day NAN Anambra govt. to establish Art, Craft Village NAN Corps member to rehabilitate 20 ex-convicts in Osun NAN UNICEF laud journalists for promoting public health

Ilha do Fogo: Trabalhos para desobstrução da estrada de Sumbango ainda sem arrancar – vereador Fábio Vieira


  28 Juin      21        Développement durable (3775), Photos (20293),

   

São Filipe, 28 Jun (Inforpress) – Os trabalhos para a desobstrução do troço de estrada nacional EN1-FG01, de Sumbango, que está interditada há duas semanas, ainda não iniciaram e não há uma data indicativa para o seu começo, disse o vereador Fábio Vieira.

Volvido uma semana da visita de uma equipa técnica do Instituto de Estradas, da empresa responsável pela manutenção e de especialistas portugueses, a edilidade dos Mosteiros, adiantou o vereador, aguarda o feedback do Governo para junto dos actores sociais ver que mecanismo adoptar e que apoios e recursos mobilizar, para em parceria com o Governo resolver o quanto antes a situação.

Fábio Vieira advogou intervenções nesta via de forma a permitir que a população da zona norte do município dos Mosteiros tenha acesso à saúde, educação e bens de primeira necessidade, além de garantir a ligação deste município ao de São Filipe, via norte.

Questionado se há uma data provável para o arranque dos trabalhos, o vereador afirmou que “não há uma data indicativa para o início dos trabalhos”, porque há uma equipa técnica a fazer a avaliação da situação e que a câmara espera o feedback do Ministério das Infra-estruturas para resolver a situação.

JR/ZS

Inforpress/Fim

Dans la même catégorie