MAP Bulletin quotidien d’informations économiques africaines MAP Bulletin de l’écologie de l’Afrique APS FOUNDIOUGNE: LES POPULATIONS MOBILISÉES CONTRE L’INSALUBRITÉ ET L’ENCOMBREMENT APS UN CLUB CHINOIS PRÊT À « D’IMPORTANTS EFFORTS FINANCIERS’’ POUR MBAYE NIANG APS COCAÏNE SAISIE AU PORT DE DAKAR : UNE ENQUÊTE OUVERTE (DOUANE) APS CFP DE RICHARD-TOLL: DAME DIOP PROMET « RAPIDEMENT’’ DES SOLUTIONS AUX DIFFICULTÉS APS LES 35 % DE FRAIS DE GESTION PRÉLEVÉS PAR LA SODAV CORRESPONDENT À UN TAUX STANDARD (DIRECTEUR-GÉRANT) APS ALY BATHILY S’INSURGE CONTRE LES CONTEMPTEURS DE LA SODAV APS REWMI RÉAFFIRME SON « ATTACHEMENT À UNE SAINE ET TRANSPARENTE GESTION DES RESSOURCES NATURELLES » (RESPONSABLE DES JEUNES) APS SÉNÉGAL-ALGÉRIE : UNE BATAILLE DES RENNAIS EN PERSPECTIVE

Ilha do Fogo: Trabalhos para desobstrução da estrada de Sumbango ainda sem arrancar – vereador Fábio Vieira


  28 Juin      33        Développement durable (3820), Photos (21159),

   

São Filipe, 28 Jun (Inforpress) – Os trabalhos para a desobstrução do troço de estrada nacional EN1-FG01, de Sumbango, que está interditada há duas semanas, ainda não iniciaram e não há uma data indicativa para o seu começo, disse o vereador Fábio Vieira.

Volvido uma semana da visita de uma equipa técnica do Instituto de Estradas, da empresa responsável pela manutenção e de especialistas portugueses, a edilidade dos Mosteiros, adiantou o vereador, aguarda o feedback do Governo para junto dos actores sociais ver que mecanismo adoptar e que apoios e recursos mobilizar, para em parceria com o Governo resolver o quanto antes a situação.

Fábio Vieira advogou intervenções nesta via de forma a permitir que a população da zona norte do município dos Mosteiros tenha acesso à saúde, educação e bens de primeira necessidade, além de garantir a ligação deste município ao de São Filipe, via norte.

Questionado se há uma data provável para o arranque dos trabalhos, o vereador afirmou que “não há uma data indicativa para o início dos trabalhos”, porque há uma equipa técnica a fazer a avaliação da situação e que a câmara espera o feedback do Ministério das Infra-estruturas para resolver a situação.

JR/ZS

Inforpress/Fim

Dans la même catégorie