AIP Covid-19 : Le Royaume-Uni enregistre un nouveau record de 1820 décès en 24 heures AIP AIP/ La Côte d’Ivoire veut contribuer à l‘élaboration d’un nouveau programme pour la biodiversité ACI Approbation du projet de loi sur la convention d’exploitation minière entre le Congo et la Soremi S.a ACI L’entraineur Barthélémy Ngatsono confiant pour le match Congo-Niger ACP Le gouvernement approuve le projet de loi portant sur le gel des avoirs ou des actifs liés au terrorisme ACI Le Conseil des ministres approuve le projet de création de l’Imprimerie nationale du Congo ACI Validation du Plan local d’urbanisme pour faciliter l’implantation des futures constructions ACI Formation des experts nationaux sur les exigences dans la conception des toilettes ACI 14 localités bientôt connectées au réseau électronique GNA Constantly educate children to wear nose mask – Director urges

Infraestruturas rodoviárias/DG garante que os trabalhos vão ser concluídos para “facilitar a vida das populações”


  25 Novembre      13        Société (27532),

   

Bissau 25 Nov 19 (ANG) – O Diretor-geral das Infraestruturas e Transportes do Ministério das Obras Públicas, Habitação e Urbanismo, garantiu hoje a continuidade dos trabalhos em curso de reabilitação das artérias da capital Bissau, nomeadamente nas avenidas Macky Sall, Moahmadu Buari e Dennis Sassou Inguesso.

Em entrevista exclusiva à Agência de Notícias da Guiné(ANG), Braima Djassi disse que a primeira fase dos trabalhos iniciaram aquando dos preparativos da festa da independência.

“Essa situação motivou o ministro da tutela a tomar medidas necessárias pondo as pessoas a trabalhar dia e noite para tapar os burracos nas estradas”, explicou.

O DG das Infraestruturas disse que a segunda fase tem a ver com a construção das vias que constituem as avenidas acima referidas que por causa da amizade entre a Guiné-Bissau e os países desses chefes de estado, decidiu-se batizar as ruas com os nomes desses chefes de Estado.

Adiantou que neste momento as obras já estão em curso a cargo da empresa construtora denominada Arezki e que já está a desmantelar alguns cacifos que estão nas bermas das estradas.

Braima Djassi informou que, a avenida Macky Sall vai ter nove metros de largura, com valetas condicionantes para poder evacuar as águas das chuvas e a drenagem.

Disse que isso será fundamental porque sem a drenagem não há estradas, frisando que as obras não vão durar muito tempo.

Djassi disse que os trabalhos estão no bom caminho para a validação do projecto apresentado à empresa construtora por parte dos técnicos do Ministério.

Aquele responsável sublinhou que, a Avenida Macky Sall começa da Chapa de Bissau até à Rotunda de Nhonho da parte direira e na parte esquerda, passará pela Igreja Santo António de Bandim e desce para a zona do Campo de Forçado, numa distância total de dois quilómetros.

Disse que a Avenida Dennis Sassou Inguessou sai da rotunda de Nhonho à zona-7, seguindo até ao Estádio 24 de Setembro, passando pela Rádio Naval numa distância de cerca de dois quilómetros.

Braima Djassi afirmou que, a avenida Moahmadu Buari começa da entrada de Nhonho até Bôr numa distância de 11 quilómetros, com 250 metros liniares no interior dos Bairros de forma a dar-lhes mais conservação.

Questionado se o Ministério das Obras Públicas não tem em carteira a reabilitação de algumas ruas no interior dos bairros, respondeu que não descartam os trabalhos da reabilitação nessas localidades.

“Alguns cidadãos entendem que as referidas vias não podem continuar como estão principalmente a rua que dá acesso ao Cemitério Municipal e a de Santa Luzia concretamente nos Coqueiros também não podia ficar naquele estado entre outros”, explicou, salientando que o mínimo foi feito tendo garantido que posteriormente os trabalhos serão feitos como deve ser.

Garantiu que a iniciativa de reabilitação das estradas vai atingir todo o território nacional uma vez que a Guiné-Bissau não é só Bissau.

Braima Djassi defendeu que, para facilitar o escoamento dos produtos para capital, é necessário melhorar a rede rodoviária nacional, regional e local.

Questionado sobre o montante investido nos trabalhos de reabilitação das estradas, Braima Djassi escusou-se a revelar o montante, mas afirmou que as avenidas serão financiadas pelos três Chefes de Estados cujos nomes foram dados as ruas.

Dans la même catégorie