ANP Le Comité animations culturelles et loisirs offre un concert de remerciement GNA Ghana reports on progress of implementation of SDGs at 2019 HLPF GNA Minority Leader submits nomination forms for fifth term GNA Don’t sacrifice others in the name of media freedom, NMC urges journalists GNA NPP National Chairman hosts leadership of NPP Loyal Ladies GNA Final framework on Safe and Responsible Journalism to be ready in November ACP Les membres du FCC appelés au respect de la vision de leur autorité morale ACP L’installation des membres du bureau définitif du Sénat fixé au samedi 27 juillet ACP Un envoyé spécial du Président Félix Tshisekedi à Washington ANP Dosso : Lancement de la caravane nationale de présentation des lauréats en journalisme

Instituto Nacional de Estatística recenseia cerca de dois mil empresas a nível do sector autónomo


  4 Décembre      32        Economie (24404), Entreprises (1271),

   

Bissau 03 Dez. 15 (ANG) – Cerca de duas mil e noventa empresas a nível do sector autónomo de Bissau foram recenseadas pela brigada de Operação de Recenseamento-Geral de Empresas e Estabelecimentos comerciais que decorre neste momento e realizado pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).
O Coordenador desta operação no terreno adiantou à ANG que os trabalhos, iniciados dia 23 de Novembro, devia durar dez dias, mas admitiu a possibilidade dos mesmos serem alargados por « mais alguns dias ».

Findo esta fase, explicou Luciano Fernando Sanca tendo acrescentado que depois desta primeira face os recenseadores irão para as regiões com o mesmo objectivo.

De acordo com Luciano Fernando Sanca pretende-se com esta acção actualizar o Banco de Dados do INE sobre o número de empresas no país, pois o ultimo recenseamento data de 2008, portanto já desactualizado.

Vai ajudar ainda o INE a conhecer a realidade do tecido empresarial guineense, isto é, conhecer o número e localização, bem como outros dados das empresas e estabelecimento comerciais que operam no território nacional.

Financiado pelo governo guineense, os trabalhos contam com a colaboração da Câmara de Comercio, Associação dos Retalhistas, Direcção-geral de Industrias, cujas contribuições proporcionaram os êxitos assinalados.

Aquele responsável apelou aos proprietários das empresas e estabelecimentos comerciais a colaborarem no sentido de facilitar-lhes o trabalho.

« Como atrás referi, os dez dias são insuficientes, portanto, vamos prosseguir mais alguns dias para concluir o trabalho a nível de Bissau », informou Luciano Fernandes Sanca.

ANG

Dans la même catégorie