AGP Gabon/Agriculture: Les ministres de la CEEAC en conclave à Libreville AGP Gabon/Education: La CONASYSED réclame les travaux du dialogue social AGP Gabon: Les centrales syndicales des agents publics lancent un mouvement d’humeur MAP Côte d’Ivoire/présidentielle : un mort et des blessés dans des affrontements MAP Hausse de 51% des engagements de la BAD en faveur des Etats fragiles sur 2014-2019 MAP Gabon : découverte des plus hautes mangroves du monde atteignant 60 mètres ANP Lancement des travaux de construction de la cimenterie de Kao : Concrétisation d’un projet longtemps attendu ! APS LES CHANTIERS DE L’OMVG RÉALISÉS À 95 % À KAOLACK (SG) APS MATAR BÂ PARTICIPE À UN SOMMET INTERNATIONAL SUR LA LUTTE CONTRE LE DOPAGE GNA UN 75th Anniversary: Time for sober reflection

Justiça/Libertados dois ativistas raptados na segunda-feira em Bissau


  7 Octobre      10        Justice (896),

   

Bissau,07 Out.20(ANG) – Os dois ativistas raptados na segunda-feira em Bissau foram terça-feira libertados, disse o presidente da organização não-governamental (ONG) Liga Guineense dos Direitos Humanos, Augusto Mário Silva.

Segundo a Lusa, Augusto Mário Silva confirmou que eram dois ativistas e não um como inicialmente tinha anunciado.

« Carlos Sambu e Queba Sane estavam detidos nas celas da segunda esquadra, que fica ao lado do Ministério do Interior », precisou.

O presidente da Liga Guineense dos Direitos Humanos considerou que se tratou de um « autêntico rapto » e exigiu explicações ao Ministério do Interior sobre as razões daquela « atuação inexplicável ».

A ONG « insta também o Ministério Público a abrir um inquérito para determinar as circunstâncias em que os jovens foram raptados e os autores morais e materiais ».

Questionado pela Lusa sobre se os dois jovens foram espancados, Augusto Mário Silva disse ter recebido relatos de testemunhas que confirmam que viram homens fardados a espancar os jovens.

O Ministério do Interior libertou os dois jovens sem « nenhuma explicação », acrescentou.

Os dois jovens estão ligados aos elementos do atual poder em funções na Guiné-Bissau e assumiam-se como « combatentes pela nova independência » do país em referência às lutas políticas que o seu grupo travou contra o Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC).

Nos últimos tempos, porém, eram visíveis, na página de Queba Sane, vulgarmente conhecido por RKelly, na rede social Facebook, algumas abordagens críticas contra a atuação do atual poder instalado na Guiné-Bissau.
A mais vincada crítica foi quando RKelly considerou inaceitável o encerramento de ruas e avenidas de Bissau em 24 de setembro, por ocasião das celebrações do 47.º aniversário da independência nacional, por causa da visita ao país de quatro chefes de Estado da sub-região.

Dans la même catégorie