AIP Côte d’Ivoure-AIP / Lancement dans 13 pays africains de la plus grande étude clinique en Afrique sur le traitement des cas de COVID-19 avant leur évolution vers une forme sévère (Publireportage) INFORPRESS Covid-19: Ministério da Saúde reforça verba orçamental para pagar salários e gratificações dos profissionais INFORPRESS Novo Provedor de Justiça defende criação de novos canais de comunicação com os cidadãos INFORPRESS Coordenador dos Escritórios Comuns das Nações Unidas destaca resiliência do povo cabo-verdiano INFORPRESS Boa Vista: Cláudio Mendonça estabelece como meta colocar a ilha num patamar desejável AIP Côte d’Ivoire-AIP/International/ AIMS et Portia organisent le 18ème Sommet sur le Genre (Communiqué) GNA KAIPTC holds an induction course for ECOWAS states AIP Côte d’Ivoire-AIP/International/ Abidjan abrite le premier atelier sur la “Charte graphique et l’identité visuelle de la CEDEAO ” APS LE SÉNÉGAL PERD PRÈS DE 4 MILLIARDS FCFA D’ÉCOTAXES PAR AN (OFFICIEL) MAP Bulletin quotidien d’informations économiques africaines

Luxemburgo: Artistas plásticos expõem quadros cuja receita reverterá a favor das crianças em Cabo Verde


  12 Novembre      4        Culture (616),

   

Cidade da Praia, 12 Nov (Inforpress)- “Evasions” é o título de uma exposição do Syndicat d’Initiative de Rodange, do Luxemburgo, que junta, de 13 a 17, as obras do artista plástico cabo-verdiano Nélson Neves e da luxemburguesa Cláudia Fanelli.
Esta exposição que acontece no Centro Cultural de Rodange, segundo uma nota da organização enviada à Inforpress, visa aproximar diferentes nações neste tempo difícil vivido agora por causa da covid-19.
A mesma instituição, constituída por luxemburgueses, franceses, italianos, portugueses, cabo-verdianos e chineses, avançou ainda que parte da receita da venda destes quadros serão usados pelos artistas na compra de materiais escolares para as crianças mais carenciadas de Cabo Verde.
Durante esses cinco dias estarão na mostra quase 40 obras de cada um dos artistas.
Enquanto a artista luxemburguesa Cláudia Fanelli apresenta pinturas abstractas com diferentes técnicas, isto é, areia, pedra, café, madeira e metal, Nélson Neves leva obras “abstractas e figurativas”.
“A pintura representa para Cláudia um mundo único através do qual ela expressa seus sentimentos que se reflectem em suas pinturas. Ela trabalha suas pinturas com as ferramentas clássicas, mas também com as próprias mãos e consegue transmitir sua impressão em cada uma de suas pinturas”, lê-se na carta de apresentação que a organização enviou à Inforpress.
Já as obras de Nelson Neves representam um pouco da cultura cabo-verdiana e a cultura do mundo.
“São pinturas com cores vivas, alegres e com muito energia positiva”, disse o artista cabo-verdiano em declarações à Inforpress.
Nelson Neves diz estar muito contente por voltar a expor 19 anos depois no Centro Cultural de Rodange, local onde fez a sua primeira exposição no Luxemburgo, em 2001, no âmbito da semana cabo-verdiana no Luxemburgo.
Em termos de segurança sanitária, a organização avança que somente dez pessoas poderão manter-se ao mesmo tempo na sala de exposição e que o uso de máscaras e o respeito pelas medidas de distanciamento é obrigatório.

Dans la même catégorie