AIP Communiqué du Ministère de la Santé et de l’Hygiène Publique : Point de la situation de la COVID-19 au 20/09/2020 APS VINGT-SIX NOUVELLES INFECTIONS DE COVID-19 APS MACKY SALL SOULIGNE L’IMPORTANCE POUR LES PRODUCTEURS DE CONSTITUER DES COOPÉRATIVES AGRICOLES AIP Les membres du Rotory de Daloa et de Bouaflé à œuvrer pour le bien-être des populations malgré la pandémie de la Covid AIP Les leaders communautaires de Man sensibilisés sur la pratique de l’avortement thérapeutique AIP Cinquante tricycles remis aux femmes du Gôh, dans le cadre du programme social du gouvernement AIP Le plan national de gouvernance expliqué aux acteurs de la société civile de Daloa AIP Une campagne de sensibilisation sur la prévention des conflits électoraux lancée à Man AIP Une coordination des cadres du RHDP de Ferkessédougou installée AIP Le Conseil régional du N’zi offre des complets de pagne aux femmes de la région

Mais de 330 mil passageiros viajaram entre Santo Antão/São Vicente no primeiro ano da CVI – responsável


  25 Août      8        Société (22849),

   

Porto Novo, 25 Ago (Inforress) – Mais de 330 mil passageiros viajaram, no primeiro ano da actividade de Cabo Verde Inter-ilhas (CVI), na linha entre São Vicente e Santo Antão, revelou segunda-feira um representante da empresa.
Jorge Maurício, vice-presidente da Transisular, empresa que, conjuntamente com a CVI, faz parte do grupo ETE, fez à imprensa, no Porto Novo, o balanço do primeiro ano de actividade da empresa de transportes marítimos inter-ilhas, que é “claramente positivo”.
CVI começou a operar em Agosto de 2019, no quadro da concessão dos transportes marítimas Inter-ilhas, e, neste primeiro ano de funcionamento, a empresa, somente no percurso Santo Antão/São Vicente, e vice-versa, que representa 70 por cento (%) do mercado nacional, em termos de transporte de cabotagem, transportou mais de 330 mil pessoas.
Jorge Maurício, que esteve, esta segunda-feira, em missão de trabalho a Santo Antão, em representação da CVI, explicou, entretanto, que este primeiro ano foi “muito difícil”, marcado pela “montagem de um serviço que requer meios financeiros, embarcações, logística”, explicou.
“Hoje, temos linhas bem montadas, bem definidas, que cobrem o País todo. Foi um ano em que crescemos em todos os segmentos: em número de passageiros, de transporte de mercadorias e de viaturas no sistema rol on/roll off”, notou este responsável.
Para Jorge Maurício, a CVI está “a cumprir bem a sua missão de transportar as pessoas com segurança, com regularidade, com previsibilidade e com qualidade”.
Nesta época alta (Agosto/Setembro), o ferry-boat Chiquinho, que opera na linha Santo Antão/São Vicente, aumentou, há uma semana, as ligações de duas para três ligações diárias, em resposta ao aumento da demanda nesta altura, em que “muita gente” viaja entre as duas ilhas, avançou.

Dans la même catégorie