APS FAN ZONE DE LA PROMENADE DES THIESSOIS : SOUS LES RAFALES D’AIR FRAIS, DES SUPPORTERS POUSSENT L’ÉQUIPE À LA VICTOIRE APS SENEGAL/DAGANA: 30.000 PERSONNES ONT DES DIFFICULTÉS D’ACCÈS À L’EAU POTABLE APS KALIDOU KOULIBALY :  »NOUS AVONS MONTRÉ DU BEAU JEU » MAP L’intégration régionale en Afrique reste « faible », selon l’IIRA MAP Plus d’un milliard USD de projets à financer au 7è Africa CEO Forum (organisateurs) LINA ALJA Urges Pres. Trump To Extend DED For Liberians In US ACP Bakambu envoie la RDC à la phase finale de la CAN 2019 ACP La stratégie « Mettre fin à la Tuberculose d’ici 2030 » reste la seule arme de la RDC contre cette maladie LINA New ‘Timing’ Reform Agreed At Freeport To Break Trade Barriers ACP Le Président Félix Tshisekedi encourage les Léopards

« Medidas de controlo de fundos públicos só vai atenuar a corrupção no país », diz Presidente de Inspecção Superior de Luta Contra Corrupção


Bissau, 29 Mai 18 (ANG) – O Presidente da Inspecção Superior de Luta Contra Corrupção na Guiné-Bissau (ISLCC), disse hoje que a medida de controlos de fundos do Estado adotado pelo Primeiro-ministro Aristides Gomes, só vai atenuar a corrupção nas instituições estatais.
Francisco Benante, em entrevista exclusiva à ANG, considera que a corrupção no aparelho de Estado não pode ser combatida somente desta forma, salientando que é necessário ter um efeito geral e benéfico para o país.

A forma mais correcta de combater a corrupção, de acordo com Benante, é de unir esforços de todos os órgãos de soberania no sentido de fazer uma frente consistente com uma colaboração séria para eliminar este flagelo que tornou  moda na Guiné-Bissau.

Segundo Benante, a medida implementada pelo Primeiro-ministro só vai diminuir por um determinado período de tempo, ou seja quando ele deixar de exercer o cargo, essa situação voltará de novo na mesma como antes se não for seguido pelo novo executivo que sairá das eleições.

O Inspector Superior de Luta contra a Corrupção disse que para combater esse mal na nossa nação é preciso limpar tudo na mente das pessoas com medidas básicas e sustentáveis, baseadas na educação e  sensibilização da saciedade guineense.
« Como podemos fazer frente a corrupção sem meios necessários para o combate » questionou.

O Estado deve dotar a Inspecção Superior de Luta Contra Corrupção de meios precisos para combater esse mal no país inteiro.

Declarou que actualmente a Inspecção Superior de Luta Contra Corrupção conta com 15 funcionários, sem orçamento próprio e vive de parte do orçamento do Conselho Administrativo da Assembleia Nacional Popular.

Para um serviço completo, prosseguiu, a instituição precisa de 300 funcionários para cobrir todos os sectores do país, para controlar todas as receitas e despesas do Estado.

« O Estado guineense criou ISLCC pela farsa de tentar  enganar a comunidade internacional, que na verdade está a enganar a si mesmo » diz Francisco Benante.

O novo governo tem  estado a implementar novas medidas de controlo das receitas e das despesas em empresas e institutos autónomos tutelados pelo estado , nomeadamente por via de cotitularização das suas contas bancárias com  o Tesouro Público.

Contrariamente a moda antiga, agora todas as movimentações financeiras desses institutos e empresas estatais são submetidas a aprovação de uma comissão de controlo criada para o efeito.

ANG/CP/ÂC/SG

Dans la même catégorie