ACP Un groupe rare de personnes en RDC pourrait être «la clé pour guérir le VIH», selon une étude ACP A côté de la Covid-19, le diabète reste aussi dévastateur, rappelle le CAPSA ACP Deux événements récents marquent la protection de la vie sauvage en RDC, selon l’ICCN ACP Covid-19 : la province du Haut-Katanga a dépassé la barre de 1.600 cas confirmés ACP La RDC appelée à produire de l’énergie électrique à Kankule au Sud-Kivu ACP CRRBac appelle à la mise en place d’un groupe d’experts sur la gestion durable des eaux du Bassin du Congo ACP Le ministre de l’ESU exige à l’UOS/Beni le respect strict du calendrier académique réaménagé ACP 33 causes appelées et jugées après examen en procédure normale et de filtrage à la Cour constitutionnelle ACP Un Envoyé spécial du Président de la République du Kenya à son homologue congolais Félix Tshisekedi AIP Législatives 2021: Le RHDP vainqueur à Tanda, Daloa et Séguéla

Ministro da Educação implementa nas escolas secundárias projecto para ajudar artistas em tempo de pandemia


  26 Janvier      25        Education (4457), Santé (9592), Société (29538),

   

Cidade da Praia, 26 Jan (Inforpress) – O Ministério da Educação arrancou segunda-feira na Escola secundária Cesaltina Ramos, na Cidade da Praia, a implementação do projecto Educação, Cultura e Solidariedade, como forma de ajudar os artistas neste período de pandemia da covid-19.
O projecto consiste na realização de um conjunto de workshops musicais nas escolas secundárias das ilhas de Santiago e São Vicente, com o objectivo de também contribuir para o reforço do ensino da arte, estimular os alunos na produção artística e, contribuir para uma boa saúde mental e psicológica dos adolescentes neste momento da crise sanitária e as suas restrições sociais.
Em declarações à imprensa, à margem da apresentação do projecto, o ministro da Educação, Amadeu Cruz, disse que esta iniciativa vai permitir, neste tempo de pandemia, o convívio e interacção entre a cultura e o ambiente escolar, de modo a proporcionar algum momento de descontração e partilha de valores da cultura cabo-verdiana.
Amadeu Cruz acrescentou que este projecto vai igualmente proporcionar rendimentos aos artistas, num período em que têm poucas oportunidades de realizarem eventos culturais.
“É um gesto de solidariedade com os estudantes, os artistas e com o mundo cultural, porque sabemos que o momento é muito difícil e o Governo, ciente disso, quer proporcionar aos artistas alguma possibilidade de rendimento”, explicou.
Este projecto, proposto e dirigido pela empresa Ritmo de Som Eventos, vai abranger todas a escolas secundárias das ilhas de Santiago e São Vicente e na sua segunda fase vai ser alargada para Sal, Boa Vista e Fogo e as restantes ilhas onde, conforme o ministro, os artistas demonstrarem disponibilidade.
Por sua vez, Paulo Martins, da empresa Ritmos, Sons e Eventos, apontou que este projecto se trata de uma forma pedagógica de os artistas falarem das suas experiências e demonstrar aos alunos que é possível viver música ou qualquer área artística.
Neste primeiro workshop participaram Djodje, Zé Rui de Pina e Guita Ortet, que falaram das suas experiências e percursos artísticos, demonstrando que a arte é também uma escola de valor e uma opção de vida como profissão.
Esta iniciativa enquadra-se no plano de actividades da comemoração da proclamação dos 30 anos da liberdade e democracia, promovida pela empresa Ritmo de Som Eventos, em parceria com o Ministério da Educação.

Dans la même catégorie