ANP Niger : Le gouvernement se penche sur le phénomène de la mendicité dans le pays ANP Le Président de la République nomme un nouveau président de l’Autorité de lutte contre la corruption au Niger ANP Niger : Les épreuves écrites de la session 2021 du baccalauréat, prévues pour le 27 juillet, reportées au 4 août prochain ANP Le Niger se dote d’une stratégie nationale de couverture sanitaire universelle pour la période 2021-2030 ACAP Ouverture à Bangui des travaux de la Table-ronde du secteur forestier ACAP Les Magistrats recommandent l’engagement systématique des poursuites disciplinaires à l’encontre des juges indélicats ACAP Le gouvernement condamne les exactions perpétrées près de Bossangoa ACAP Le Ministre de la Justice s’entretient avec l’Ambassadeur de France en Centrafrique GNA Government to establish girls STEM SHS in Accra GNA Murdered Constable Emmanuel Osei laid to rest

Ministro da Saúde anuncia introdução da vacinação contra HPV para adolescentes


  22 Avril      32        Santé (11003),

   

Cidade da Praia, 22 Abr (Inforpress) – Cabo Verde vai introduzir no calendário da vacinação, “brevemente”, a vacina de prevenção contra o câncer de colo de útero (HPV) para adolescentes, disse hoje o ministro da Saúde e Segurança Social.
Arlindo do Rosário deu a garantia à imprensa quando falava hoje sobre a Semana Africana de Vacinação, à margem da cerimónia de abertura do evento que teve lugar na Ribeira Grande de Santiago.
Segundo o responsável pela pasta da Saúde, o ministério está a organizar o financiamento para esta cobertura, visto que o custo da vacinação em Cabo Verde é suportado pelo Governo, já que o país não faz parte da Aliança da Vacinação Mundial.
“Em termos de resultados efectivos é um custo que vale a pena suportar, pelo que estamos a trabalhar e ver as implicações em termos de financiamento para equacionar a introdução do HPV dentro do calendário vacinal, sobretudo para os adolescentes”, disse.
Na sua declaração, o governante anunciou que estão sendo feito estudos e diversos cenários possíveis, já que o impacto orçamental “será reforçado”.
No entanto, lembrou que, no caso de colo de útero, o custo “é o mínimo face as implicações” que este tipo de câncer tem para o país e a ajuda que a vacinação dará no quadro de “salvar e prevenir”.
O estudo em elaboração, segundo disse, vai dar ao sector todo o cenário a ser seguido para se poder escolher o grupo alvo, as modalidades de introdução e o custo total.

Dans la même catégorie