AIP Un sous-préfet ivoirien échappe à un lynchage AIP Les partisans de Laurent Gbagbo jubilent à Bonoua AIP Les enseignants de Los Angeles en grève GNA First Lady to host Merck African Asian Luminary Conference in October GNA Professor Atsu Ayee calls for reconstructing the Ghanaian society GNA NDC postpones flagbearer election APS POUR UN ALLÈGEMENT FISCAL FAVORISANT UN RETOUR RAPIDE SUR INVESTISSEMENT APS THIÈS : PARENTERUS, UNE USINE DE ’’SOLUTÉS STÉRILES’’ INAUGURÉE À BAYAKH 15 janvier 2019 à 21h15min 0 0% Tags: APS SODAGRI TABLE SUR UNE PRODUCTION DE 270 000 TONNES DE RIZ À KOLDA APS LES MONITEURS DES DAARAS MODERNES CHOISIS PARMI LE PERSONNEL DE L’EDUCATION NATIONALE (MINISTRE)

Ministro dos Transportes e Telecomunicações promete relançamento da empresa até final do ano


  28 Décembre      21        Téchnologie (882),

   

 

Bissau, 28 Dez 16(ANG) – O ministro dos Transportes e Comunicações afirmou que os ensaios para a retoma da emissão da rede de telecomunicações da operadora Guinetel(rede móvel) vão arrancar antes do final do ano em curso.

Fidélis Forbs, em declarações à imprensa após a visita que efectuou hoje as instalações da empresa Guinetel, em Brá, disse que qualquer guineense que dispor dessa rede pode usá-la através da linha verde.

Instado a dizer sobre quanto vai custar a retoma das emissões da rede de telecomunicações Guinetel o ministro sublinhou que até ao momento, em termos de financiamento, estão a trabalhar com meios próprios com apoios da instituições sob sua tutela.

« Estamos neste momento a fazer as pessoas acreditarem nos nossos esforços e competências próprios, porque para as pessoas virem nos apoiar nós é que devemos acreditar primeiro », disse, acrescentando que na fase posterior poderão ver se vão conseguir parcerias através de vendas de acções às empresas estrangeiras .

Fidélis Forbs disse que pôr a empresa em funcionamento deve ser motivo de orgulho para todos os guineenses porque o país está em concerto das nações.

« Em qualquer país do mundo a empresa nacional de telecomunicações deve ser a prioridade. Esse desiderato está dentro das nossas visões estratégicas para fazer a Guinetel funcionar e concorrer, em pé de igualdade, com outras operadoras através de ofertas de serviços de qualidade », salientou.

Declarou que foi nesse quadro que entenderam que é urgente fazer funcionar a empresa Guinetel.

A Guinetel , uma das três operadoras de telecomunicações móveis do país, deixou de funcionar em meados de fevereiro de 2014, por falência .
ANG/ÂC/SG

Dans la même catégorie