GNA Severe weather exacerbates fire at heritage-listed Australian island GNA Severe weather exacerbates fire at heritage-listed Australian island GNA Former French president Giscard d’Estaing dies aged 94 AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Les bases de la 27e édition de la Tranche Commune Entente jetées à Abidjan (LONACI) AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Le Sénat adopte trois importantes lois en attendant d’étudier le budget 2021 AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Des kits de réinsertion socio-économique remis à des ex-migrants à Man GNA APC to create Job Centres nationwide GNA President Akufo-Addo has not taken any bribe-Minister MAP Covid-19 : le président sénégalais appelle au renforcement des contrôles systématiques du port du masque GNA Police beefs up security to protect ballot boxes at Adaklu

Moçambique/Novo período de chuvas provoca 22 mortes


  21 Octobre      14        Société (25546),

   

Bissau, 21 Out 20 (ANG) – Vinte duas pessoas morreram e outras 16.057 foram afectadas durante as primeiras semanas do período chuvoso 2020/2021 que começou neste mês em Moçambique, disse terça-feira o porta-voz do Governo.

Do número total de vítimas, 13 morreram após serem arrastadas pela água da chuva, oito perderam a vida na sequência do desabamento de paredes e um por descarga atmosférica, segundo Fleimão Suazi, porta-voz do Conselho de Ministros.

Aquele responsável falava à comunicação social após a 38.ª sessão ordinária do Conselho de Ministros na Presidência, em Maputo.

Segundo o porta-voz do Governo moçambicano, as províncias de Niassa, Nampula, Zambézia , Tete, Manica e cidade de Maputo foram as mais afectadas, havendo , pelo menos, 922 casas totalmente destruídas e outras 1.704 parcialmente devastadas.

« Pelo menos 91 salas de aulas foram destruídas e três unidades de saúde foram afectadas, além de 14 casas de culto », acrescentou.

Entre os meses de Outubro e Abril, Moçambique é ciclicamente atingido por ventos ciclónicos oriundos do Índico e por cheias com origem nas bacias hidrográficas da África Austral, além de secas que afectam quase sempre alguns pontos do sul do país.

O período chuvoso de 2018/2019 foi dos mais severos de que há memória em Moçambique: 714 pessoas morreram, incluindo 648 vítimas de dois ciclones (Idai e Kenneth) que se abateram sobre Moçambique.

Dans la même catégorie