AIP COVID-19: Des dons de Marcel Amon Tanoh à des structures d’Aboisso AIP COVID-19 : Les sages-femmes et maïeuticiens rassurent de la présence « effective » à leurs postes AIP Opposition à la livraison de médicaments à l’hôpital général de Bangolo : la Nouvelle PSP rassure les populations AIP Covid-19: désinfection des locaux de l’AIP, jeudi AIP Un premier cas du COVID-19 confirmé à Bouaflé AIP COVID-19 : Le FOSCAO condamne les violences dans le centre d’accueil de Yopougon GNA COVID-19: Wilmar Africa supports government’s campaign with GHC1 million GNA Sekondi Central Prison appeals for fumigation materials GNA Drivers swerve COVID-19 security barricade GNA Suspect escapes from police custody in Sunyani

Moda: Designer cabo-verdiana conquista mercado luxemburguês com colecções africanas


  24 Juillet      14        Arts & Cultures (977), Mode (15),

   

Cidade da Praia, 24 Jul (Inforpress) – A designer cabo-verdiana Osvaldina Moreira tem vindo a destacar-se no mundo da moda no Grão-Ducado do Luxemburgo, onde tem conquistado um grande público luxemburguês e cabo-verdianos com as suas colecções africanas.
Esta cabo-verdiana nascida na localidade de Patabrava, no concelho de São Salvador do Mundo, assim como milhares de outros cabo-verdianos muito cedo deixou o país, tendo escolhido Luxemburgo para fixar residência.
Em conversa esta terça-feira com à Inforpress, Osvaldina Moreira contou que foi durante o ensino médio, entre 11 e 12 anos, que descobriu o mundo da costura, mas o primeiro diploma de “Art de la Couture et Stylisme” chegou em 2018.
Entretanto, informou, continua a fazer várias formações para aumentar a sua competência nesta área e aprender novas técnicas.
Voltando um pouco atrás, foi em 2014 que o trabalho desta cabo-verdiana passou a ser conhecida, quando uma amiga, que por acaso é a cantora cabo-verdiana Cassandra Lobo, pediu-a que criasse uma peça para usar numa festa de Lembra Tempo.
Neste dia, para além de criar para a cantora, costurou novas peças para a sua irmã e para uma outra amiga.
Antes disso, segundo contou, fazia trajes somente para ela e para os familiares, mas a partir dali o seu trabalho começou a ser visto em todo o território luxemburguês e a ter sucesso, tendo de seguida recebido vários convites para desfiles.
O seu primeiro desfile foi em Março de 2015, nas actividades culturais da Associação Amizade Luxemburgo e, no mês de Julho, levou a sua colecção a “Weeken Capverdean”, realizado anualmente pela Associação de Veteranos de Norte.
No ano seguinte, a criadora da marca “Morena Couture”, participou no Fashion Days Luxembourg, no Château des Septfontaines, onde teve a oportunidade de apresentar a colecção “Africa mets Europe”, baseada em tecidos africanos e outros tecidos.
Este desfile, afirmou, foi um sonho tornado realidade, porque foi num Castelo e neste dia teve oportunidade de apresentar a sua colecção para o público luxemburguês.
Devido ao seu trabalho, Osvaldina Morreira disse à Inforpress foi reconhecido, em 2017, com o troféu de “Best Fashion Designer” na gala Capverdean Awards.
Para além de Luxemburgo, esta jovem já participou em desfiles em Holanda no “Saudade Festival”, e, recentemente, recebeu convite para participar em desfiles em Cabo Verde, na Ilha de São Vicente, e em New York (Estados Unidos), no mês de Setembro.
AM/CP

Dans la même catégorie