Côte d’Ivoire : Lutte contre la corruption de la CEDEAO : Un projet de loi adopté Côte d’Ivoire : Au total 42 millions FCFA du gouvernement à 210 femmes du Denguélé pour leur autonomisation AIP : La Côte d’Ivoire va être à l’origine d’une initiative mondiale à la COP 15 (Ministre) Côte d’Ivoire-AIP : Koffi N’guessan vise un enseignement technique et professionnel développé et dynamique RDC : Remise à Lubumbashi des brevets de formation en système LMD à l’université de spécialisation en sciences criminologues RDC – Kasaï Central : l’écrivain Mushikile Beya s’en tient à l’actualité sociale dans ses œuvres Equateur : Congrès national congolais s’apprête d’accueillir le chef de l’Etat à la prochaine conférence des gouverneurs prévue à Mbandaka RDC / Sud-Kivu : lancement officiel du projet d’électrification des 24 villages du territoire de Fizi Equateur : conférence débat en faveur des femmes leaders RDC : La femme doit prendre conscience qu’elle peut faire le jeu politique en 2023, soutient la LINELIT

Morte do ex-futebolista Domingos Cá é uma perda irreparável para o desporto nacional”, diz DG do Desporto


  7 Décembre      25        Société (37853), Sport (7421),

   

Bissau, 07 Dez 21 (ANG) – O Director-geral do Desporto, disse hoje que a morte do ex- futebolista internacional guineense Domingos Cá, representa uma “perda irreparável” para a classe desportiva do país.

Alberto da Silva Dias que reagia assim à morte de Domingos Cá, em declarações à Agência de Notícias da Guiné (ANG), disse que é com muita tristeza que a Direcção Geral e a Secretaria de Estado da juventude e Desporto tomaram conhecimento do desaparecimento físico do ex-internacional Domingos Cá, no domingo.

Recordou que o malogrado para além de ser jogador, também foi Dirigente Desportivo e funcionário da Secretaria de Estado do Desporto.

“Estou a falar de uma personalidade que deixou grande legado pelo desempenho demostrado neste sector, através da sua dedicação empenho e amor pelo desporto que nunca escondeu enquanto estava de vivia”, afirmou Alberto da Silva.

Acrescentou que, ao longo do percurso da vida do falecido, ele nunca se hesitou a olhar para outras opções de vida, acrescentando que o malogrado dedicou e entregou toda a sua vida ao desporto.

Segundo o DG de Desporto, Domingos Cá, conhecido no meio familiar por Agundas, formou-se como técnico de futebol na República Federal de Alemanha, e regressou ao país e foi escolhido para treinar a Selecção Nacional de Futebol da Guiné-Bissau (SNFG), tendo participado em algumas edições da Taça Amilcar Cabral.

“Foi Diretor-geral do Desporto, Chefe de Secretaria de Estado de Desporto, igualmente de Património do mesmo, e também dirigentes da Federação de Futebol da Guiné-Bissau (FFGB),” recordou o DG de Desporto.

A Secretaria de Estado de Juventude e Desporto está a diligenciar apoios para a familia enlutada.

Domingos Cá, natural de Bissau, falecido no passado dia 5 de Dezembro, em Portugal, aos 68 anos de idade, foi jogador, de longa carreira, na União Desportiva Internacional de Bissau (UDIB), teve várias internacionalizações na equipa principal da seleção nacional, e esteve igualmente uma temporada como técnico no Sporting Clube da Guiné-Bissau.

Ainda muito jovem dirigentes de Rio Ave, de Portugal vieram até Bissau buscá-lo para assinar o contrato em Lisboa. Em Portugal ainda jogou no Portimonense.
A ANG sabe de fontes familiares que os restos mortais de Agundas, vítima de doença prolongada, devem ser enterrados em Portugal, numa data por indicar.

Dans la même catégorie