ANP Le Niger se dote d’une Politique nationale en science, technologie et innovation ANP Création au Niger d’une Agence de Promotion du Tourisme ANP Covid-19 : Prorogation pour trois mois de l’état d’urgence sanitaire au Niger ANP Niger : Révision du plan de campagne agropastorale 2020 et du programme de cultures irriguées 2020-2021 ANP « Les droits des femmes face à la propagation de la covid-19 » au cœur de la Journée Mondiale de la Population AIP NSOA: 275 élèves officiers et sous-officiers des Douanes présentés au drapeau AIP COVID-19 : La Côte d’Ivoire franchit la barre des 12.000 cas confirmés GNA Voters Registration: Over three million registration recorded so far GNA Be professional not partisan – Police told GNA KMA to set up two sanitation courts

Novo embaixador de Portugal entrega cartas credencias e promete trabalhar para fortalecer os laços de amizade entre os dois países


  5 Mars      8        Politique (9604),

   

Cidade da Praia, 05 Mar (Inforpress) – O novo embaixador de Portugal em Cabo Verde, António Manuel Moniz, entregou, hoje, as cartas credenciais ao Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, e prometeu trabalhar para fortalecer os laços de amizade, económico e comerciais entre os dois países.

No discurso que fez na Presidência da República, o diplomata português comprometeu-se a trabalhar para, em todos os sectores, desenvolver iniciativas importantes e trabalhar com o Governo para que os resultados da sua missão sejam melhores do conseguido em 2019.

António Manuel Moniz disse ainda que ao preparar para cumprir a missão que lhe foi confiada pelo estado português deu conta do grande “afecto” que une os dois países e povos.

Na área de cooperação realçou estar ao corrente dos vários instrumentos bilaterais em vigor até 2021, e que tem como sectores de intervenção prioritária a educação, formação, cultura, ciência e inovação, justiça e segurança, saúde e assuntos sociais, energia e ambiente, o apoio ao orçamento e sector privado.

“Apesar desta grande abrangência de sectores, estou certo que, durante a minha missão neste país, o nível da cooperação ainda terá margem para ser reforçado, isso em consonância com a prioridade que é dada no contexto da política externa portuguesa e no âmbito de várias modalidades, designadamente da cooperação delegada da União Europeia”, afirmou.

Na sua missiva abriu um parêntese para agradecer os esforços efectuados pelas autoridades cabo-verdianas para o fortalecimento do sistema de ensino nacional no que toca à melhoria da proficiência em língua portuguesa.

O diplomata português referiu ainda que no campo das relações económica e comercial existem cerca de três mil empresas portuguesas que exportam para Cabo Verde, enriquecendo assim a oferta de bens e serviço.

Na sua declaração, informou que muitas outras empresas portuguesas estão a planear entrar no mercado cabo-verdiano, enquanto outros estão à procura de parceiros para levar a bom porto os negócios.

“No ano 2019 alcançaram-se os melhores resultados de sempre da nossa relação económica bilateral de bens e serviços, tendo Portugal exportado cerca de 380 milhões de euros, o que correspondeu a um aumento de mais de 8% e importado de Cabo Verde cerca de 116 milhões, um acréscimo de 12% em relação ao ano de 2018”, acrescentou.

A nível de investimento de Portugal no arquipélago, o diplomata português avançou que, segundo as recentes previsões do Banco de Cabo Verde, Portugal deverá voltar a ser o principal investidor em 2019 e afirmar-se como principal parceiro económico de Cabo Verde.

Uma palavra ainda foi referida para manifestar a satisfação das autoridades portuguesas pelo facto de o arquipélago estar a atravessar uma fase visível de crescimento económico, em que a taxa do PIB é satisfatória e tem contribuído para a melhoria de condições de vida da população através do aumento de emprego e do poder de compra.

Para concluir, António Manuel Moniz reforçou o seu compromisso em trabalhar para fortalecer os laços de amizade, económicos e comerciais existente entre os dois países.

Ao usar da palavra o Presidente da República augurou sucessos ao novo embaixador de Portugal nas suas funções.

“É como muito agrado que observo que as relações políticas e diplomatas, de cooperação e amizade entre Cabo Verde e Portugal, anos após anos vêm registando progressos significativos, a todos os níveis”, disse, afirmando que esta realidade tem sido possível garças ao empenho e esforço de ambas as partes.

Face a isso, realçou estar certo de que o novo diplomata português no arquipélago desempenhará um “papel importante” na consolidação das relações existentes entre os dois países, pelo que manifestou todo o seu apoio, assim como das instituições e autoridades nacionais.

No seu discurso, Jorge Carlos Fonseca ressaltou o esforço das autoridades portuguesas no sentido de proporcionar à comunidade cabo-verdiana as condições necessárias para uma adequada integração na sociedade portuguesa.

Por outro lado, assegurou que Cabo Verde também tudo fará para adoptar medidas que permitam aos portugueses, que vivem nestas ilhas, desenvolveram as suas actividades de melhor forma possível.

Segundo Jorge Carlos, o desafio da mobilidade assume, na actualidade, importância acentuada, pelo que sustentou que no âmbito bilateral e da CPLP podem os dois países trazer muita contribuição nessa área e com resultados relevantes a curto prazo.

Cabo Verde, defendeu, tem todo o interesse em manter a linha de entendimento no aprofundamento das relações estratégicas entre os dois países. Neste contexto realçou o apoio da diplomacia portuguesa no desenvolvimento das relações com a União Europeia.

António Manuel Albuquerque Moniz, foi cônsul-geral de Portugal em Paris e foi nomeado a 18 de Dezembro de 2019, como ministro plenipotenciário de 1.ª classe para o cargo de embaixador de Portugal na cidade da Praia.

PC/ZS

Dans la même catégorie