APS THIÉNABA : DES ’’ÉTUDES SONT EN COURS’’ POUR L’ÉLECTRIFICATION DU VILLAGE DE THIOTY (DG SENELEC) AIP Communiqué du Ministère de la Santé et de l’Hygiène Publique « Point de la situation de la COVID-19 au 23/10/2020 » AIP Côte d’Ivoire-AIP/Présidentielle 2020 : L’UE appelle les acteurs politiques ivoiriens à accélérer le dialogue MAP Guinée/présidentielle : 5 morts dans des violences post-électorales AGP Gabon: Reprise progressive des activités de la Société des bois de Lastourville ANP Niger : Les nouveaux membres du Comité Scientifique du CNRA se présentent au Premier Ministre ANP DIFFA : Cérémonie de présentation de semences améliorées produites par l’ONG WHH AGP Gabon : Evolution de la crise sanitaire, Task force et actualité international au menu du point de presse du Porte-parole de la Présidence APS DEUX PIROGUES DE MIGRANTS CLANDESTINS INTERCEPTÉES CE VENDREDI, AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Le CEECI et plusieurs organisations estudiantines rendent hommage à Alassane Ouattara à l’UAO de Bouaké

OEJ brinda mulheres portadoras de deficiência com curso de empreendedorismo


  2 Octobre      9        Entreprises (308), Photos (4215),

   

Cidade da Praia, 02 Out (Inforpress) – A ONG Orientação Empreendedor de Jovens (OEJ) em parceria com a APIMUD entregou, quinta-feira, 10 diplomas a dez mulheres com deficiência que participaram, durante 20 horas, numa acção de formação de empreendedorismo e gestão de negócios.
Em declarações à Inforpress a presidente da Associação Cabo-verdiana de Promoção e Inclusão das Mulheres com Deficiência (APIMUD), Naldi Veiga, avançou que a participação de mulheres com deficiência nesta formação é uma forma de debelar as dificuldades e promover a igualdade no mundo dos negócios.
“De forma geral as mulheres com deficiência são pessoas que não avançaram muito nos estudos, mas que têm vindo a investir em negócios embora não saibam bem como empreender e gerir os negócios para poderem saber como poupar e como investir”, disse.
Por esse motivo, acrescentou, a formação nesta área é uma mais-valia por ajudar as mulheres com deficiência a desenvolverem habilidades de empreendedorismo para geração de trabalho e renda.
Confessou que a formação chegou em boa hora, já que a pandemia da covid-19 mostrou a necessidade de se aprender a investir, saber usar o dinheiro, assim como a poupar para as necessidades futuras.
Ainda Naldi Veiga, neste processo foram também ensinadas as técnicas de busca de emprego assim como as de fazer um orçamento para investimento.
Para o representante da OEJ, Fernando Pinto, o propósito da formação é sensibilizar e capacitar pessoas a saberem organizar e lidar com recursos financeiros e materiais.
“A organização tem vindo a apoiar várias associações com esse tipo de formação, mas desta feita resolvemos ajudar as mulheres com deficiência a se empoderarem na questão de capacitação financeira e técnica de busca de emprego”, explicou.
A intenção da OEJ, segundo disse, é sensibilizar as pessoas na mudança de atitude na utilização do dinheiro e outros recursos.
Para este tipo de formação a OEJ segue a metodologia de um manual elaborado pela PNUD neste domínio.

Dans la même catégorie