ATOP Nouvelles techniques de reportage : le dernier groupe des journalistes en formation APS #NoFalseNewsZone#, une bande dessinée pour lutter contre les fake-news APS Tabaski : le marché « bien approvisionné » en oignon et pomme de terre APS Awa Diakhaté raconte son combat pour faire accepter sa passion à ses parents SLENA New Leones, President Bio Urges Financial Institutions to Extend Loan Facilities to Citizens SLENA Sierra Leone’s 10th Africa Conference on Sexual Health and Rights ends on high note ACP Lancement des travaux de la 40ème session ordinaire du conseil d’administration de l’UPAP ACP EPST : 2.011.188 candidats participent à l’Examen national de fin d’études primaires ACP Le vice-Premier ministre Daniel Aselo rouvre le poste frontalier de Lufu ACP Le Président Félix Antoine Tshisekedi pour l’accompagnement de l’entrepreneuriat féminin de la RDC

Oito empresas seleccionadas na II edição do projecto Empreamar CV iniciam hoje a fase de pré-incubação


  31 Janvier      52        Economie (15300),

   

Cidade da Praia, 31 Jan (Inforpress) – As oito empresas seleccionadas na II edição do programa Empreamar Cabo Verde iniciam  a fase de aceleração das suas ideias de negócios com acções de formação e capacitação, revelou hoje o coordenador-geral do projecto Ailton Moreira.

Ailton Moreira falava em declarações à imprensa quinta-feira à margem da sessão de abertura da 2ª fase do programa Empreamar CV, realizada esta quinta-feira, na cidade da Praia.

“Hoje vamos ter o início da pré incubação das oito ideias de negócios que foram seleccionadas depois de um concurso nacional que fizemos de ideias ligadas à pesca, o turismo e a energia. Do concurso que fizemos tivemos 165 candidaturas, seleccionamos 25 na primeira fase depois dêmos formação aos 25 seleccionados, eles tiveram formação capacitação para poder elaborar pitch das suas ideias de negócios apresentaram um pitch” referiu, acrescentando que desses 25 foram seleccionadas oito ideias de negócios que hoje recebem formação.

Conforme fez saber, os critérios de selecção que foram levados em conta tem que ver com a produtividade, inovação de ideias e a viabilidade técnica e económica destes projectos.

De acordo com este responsável, esses oito promotores da 2ª fase do programa Empreamar CV começam esta quinta-feira a fase de aceleração das suas ideias de negócios com formações práticas, com sessões de grupo e individuais, ajuntando, que a formação está dividida em cinco módulos.

Acções essas, prosseguiu, que irão permitir que os seleccionados tenham no final da acção de capacitação um protótipo desenhado aprovado e um plano de negócio já elaborado.

“É uma sessão que demora quatro meses, vão sair daqui com um plano de negócio já feito, vão ter que registar a suas empresas para passar a próxima fase, que é a fase que vão receber o financiamento para poderem acelerar seus projectos”, asseverou, adiantando que cada uma das empresas irá receber até 10 mil euros de financiamento para a concretização das suas ideias de negócios.

Destacou, por outro lado, a importância do programa Empreamar CV na melhoria de qualidade de vida das pessoas ligadas ao sector marítimo.

“O projecto Empreamar tem um grande impacto, só ver as oito empresas que vão ser criadas, vão gerar de forma directa praticamente trinta a quarenta postos de trabalho e de uma forma indirecta mais de 100 postos de trabalho e terá ainda um impacto positivo nas comunidades costeiras a nível nacional”, realçou, salientando, que nessa edição o destaque do programa foi a inovação tecnológica.

Por seu turno, o coordenador-geral da cooperação espanhola em Cabo Verde, Jaime Puyoles, mostrou-se satisfeito com os resultados atingidos até agora com o referido programa, garantindo continuidade do projecto que, segundo informou, nessa segunda fase está orçado em 150 milhões de euros.

As empresas que foram seleccionadas foram a Business Intelligence, Marina Tarrafal -Guest House, Enernova, Souvenir Terra  Mar, Virado pá mar, Aquapesca INTRIP X-land Via.

O projeto Empreamar CV é um programa do empreendedorismo para o sector marítimo que pretende a inovação para o desenvolvimento sustentável das comunidades costeiras de Cabo Verde.

O programa visa contribuir para a melhoria da qualidade de vida das pessoas que dependem da economia marítima, através da implementação de soluções inovadoras nas áreas do turismo, pescas, transportes e energia.

O programa é financiado pela Agência Espanhola da Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AECID), com as comparticipações da Uni-CV, Instituto Nacional Desenvolvimento de Pescas e Campus do Mar.

Dans la même catégorie