NAN NDLEA arrests 178 drug offenders, secures 29 convictions in Sokoto APS Un partenariat public-privé préconisé au bénéfice de la santé en Afrique APS Ségolène Royal :  »L’Afrique doit valoriser son potentiel technologique » AIP Côte d’Ivoire: La mairie d’Adiaké menace de retirer 85 lots à des acquéreurs AIP Côte d’Ivoire/ Environ 2500 du Béré attendus au congrès constitutif du RHDP AIP Côte d’Ivoire/ Vers la mise en place de points focaux pour le développement de la région du Gbêkê AIP Côte d’Ivoire: L’illettrisme à la base de la vente de produits périmés dans le Worodougou et le Béré (DR Commerce Séguéla) AIP Côte d’Ivoire: L’amélioration des conditions de vie de la femme au centre d’une consultation à Oumé NAN Nigeria to access $100m Indian loan to develop nationwide broadband connectivity APS Des activistes prônent des  »réformes institutionnelles indispensables pour renforcer les normes démocratiques »

ONU lamenta sofrimento de mais de um bilhão de pessoas devido à degradação de terras


Bissau,16 Jun 17 (ANG) – A Secretária Executiva da Convenção das Nações Unidas de Combate a Desertificação, Monique Barbut lamenta o sofrimento de mais de um bilhão de pessoas por causa da degradação das terras, sobretudo nas zonas rurais.

A lamentação  Monique Barbut vem expressa  num comunicado à imprensa enviado hoje a Agência de Notícias da Guiné, no âmbito das comemorações do Dia Mundial de Combate à Seca e a Desertificação que se assinala amanhã, 17 Junho, sob o lema « Nossa terra. Nossa casa. Nosso futuro ».

Barbut disse que a maioria destas pessoas se encontra em áreas rurais de países em desenvolvimento, por isso apela a viabilização das terras e melhoria das condições de vida desta comunidade, sobretudo a juventude.

« Devemos dar oportunidade a estes jovens para reviver esse capital natural e coloca-lo de volta na produção », afirmou.

Monique Barbut acrescenta que com meios a sua disposição podem alimentar e desenvolver novas fileiras verdes de economia e mercados para as comunidades rurais e produtos revitalizantes.

Disse que se a terra for bem gerida ela pode fornecer não apenas o suficiente para sobrevier mas também um lugar onde os indivíduos podem construir um futuro para evitar o risco de imigração de cerca 135 milhões de pessoas nos próximos tempos devido a desertificação e degradação de terra.

Monique Barbut informou só em África 200 dos 300 milhões de jovens que entrarão no mercado de trabalho ao longo dos próximos 15 anos, vivem nas áreas rurais.
ANG/LPG/SG

Dans la même catégorie