GNA President 46 names sector and regional ministers GNA Manhyia Palace Museum closes down for renovation GNA Effia-Nkwanta honours 39 retirees, launches website GNA « We are no more demi-gods »-Medical Director GNA Ghana School of Law records monumental increase in admissions GNA Sale of face mask up as cases increases GNA Commission on Culture appoints Cultural Ambassador GNA Crucial issue of relevancy has not been established – Supreme Court GNA Court empanels jury for Agordzo’s treason felony case GNA NDC MP’s Case adjourned to February 8

PAICV considera isenção de taxa de saúde e tarifas sociais de água e energia de “medidas eleitoralistas” do Governo


  15 Décembre      17        Société (27559),

   

Praia, 15 Dez (Inforpress) – A presidente do PAICV considerou as medidas do Governo que isentam a taxa de saúde a algumas categorias sociais e aplicam tarifas sociais de água e energia, a quatro meses de eleições, como “eleitoralistas” e com uma “grande carga de demagogia e populismo”.
Janira Hopffer Almada fez essa apreciação em declarações à imprensa, quando convidada pelos jornalistas, no âmbito do II Encontro Nacional dos Autarcas do PAICV, a opinar sobre as medidas tomadas pelo governo que isentam certas categorias de pessoas e classes do pagamento de taxas moderadoras na saúde e aplicação de tarifas sociais de água e energia.
“A taxa moderadora de saúde constou da plataforma do MpD nas eleições de 2016, com o país a crescer cinco vezes mais, não o fizeram durante todos esses anos, e porque só agora no período eleitoral o vão fazer”, questiona a líder do PAICV, chamado a atenção da população para “artimanhas eleitoralistas”.
Conforme a líder do PAICV, a tarifa social de água e energia consta, pelo menos, de três Orçamentos do Estado.
Quanto às medidas, Janira Hopffer Almada explicou que com a tarifa social de água e energia a família carenciada deve ter “apenas uma lâmpada em casa”, pois, se tiver um ferro ou um frigorífico já não entra na tarifa social.
Ainda na sua opinião, a taxa de re-ligação mostra que as pessoas cobertas com taxa social não estão a conseguir pagar as dívidas.
PC/JMV
Inforpress/Fim

Dans la même catégorie