GNA GJA condemns threat against Parliamentary Press Corps GNA Parliament and media must cooperate in the national interest – Ayeboafoh GNA GNA partners Nestle Ghana on social campaign on iron deficiency GNA Countries must be ready to deal with possible first case – WHO GNA Practice good lifestyles and eating habits-Prof Akosa GNA Ghanaian students in China have receives funds GNA Lancaster University Ghana appoints Prof McIver as new Provost GNA Award scholarships to poor but brilliant students – GRASAG GNA Parliament approves proposed $993m multi-purpose Pwalugu Dam project GNA Internal Auditors need autonomy to end corruption- Domelevo

Partido Popular denúncia actuação dos deputados Emanuel Barbosa e Isa Costa


  9 Décembre      9        Politique (7928),

   

Cidade da Praia, 09 Dez (Inforpress) – O vice-presidente do Partido Popular (PP), Felisberto Semedo, denunciou o que considera ser “ganância e corrupção” na feitura de uma construção em São Martinho Pequeno (concelho da Praia) e que presumivelmente envolve o deputado Emanuel Barbosa e Isa Costa.

Em declarações à imprensa, este domingo no final da habitual reunião quinzenal do partido, Felisberto Semedo solicitou a intervenção do Procurador-geral da República com a abertura de uma investigação sobre o assunto, sublinhando que, segundo os denunciantes, o deputado Emanuel Barbosa estará a amedrontar pessoas com atropelamento e outras ameaças.

“Lamentamos que por questões de princípios e ética, que deveriam pautar um deputado de nação, ele não deveria estar envolvido neste tipo de coisas, deveria acontecer a outras pessoas”, disse.

Um outro assunto debatido durante a reunião tem a ver com o Orçamento do Estado que, com destaque, conforme o vice-presidente do PP, para os comentários do primeiro-ministro de que o país está a crescer cinco vezes mais.

“Isso pode ter impacto na vida dos empresários e capitalistas deste país, mas não retrata nada na vida dos cidadãos cabo-verdianos e que tenham mais atenção no sector da segurança, saúde e outros, pois, este país esta feio quanto à morte de pessoas sem que se faça nada”, disse.

Felisberto Semedo diz que o partido esperava que o Governo alocasse mais verba para o sector da segurança para dar combate a criminalidade no país.

A reunião de hoje serviu também para que o partido fizesse uma análise sobre o ambiente de negócios que “se gaba muito”, mas que segundo instituições internacionais o país “caiu muito”.

No que respeita ao concurso Casa para Todos, apelou a “quem de direito” a ter mais atenção e respeito para com este concurso. Citando uma deputada do MpD, o responsável disse “não existe custo para levantar documento para participação no concurso, quando a Câmara está a cobrar quatro mil escudos para isso.

 

A reunião quinzenal do partido serviu, ainda, para analisar a conclusão da recolha de assinaturas para alteração da lei n.º 85/VI/2005, sobre os crimes de responsabilidade dos titulares de cargos políticos que vai agora ser validado junto da Comissão de Recenseamento.

Dans la même catégorie