GNA Empower Assembly Members for active citizen participation Inforpress Proparco apresenta fundo de financiamento do sector privado aos empresários cabo-verdianos Inforpress Presidente do COC nomeada membro individual do Comité Olímpico Internacional APS ME SIDIKI KABA ANNONCE LA CRÉATION D’UNE ÉCOLE DE LA MARINE NATIONALE APS VIOLENCES FAITES AUX FEMMES : LE RÉSEAU SIGGIL JIGEEN INTERPELLE L’ETAT ANP Niger: Les députés modifient la charte des partis politiques ACI REMEDE CONTRE LES ENVENIMATIONS, UN PLAIDOYER DU LABORATOIRE DE L’HERPETOLOGIE APS BERNE A « UN INTÉRÊT MARQUÉ À RENFORCER » SES ÉCHANGES AVEC L’AFRIQUE (SECRÉTAIRE D’ETAT) ACI LES OPERATEURS ECONOMIQUES SENSIBILISES SUR L’IMPORTANCE DE LA NOTION DE QUALITE APS LA CENTRALE ÉOLIENNE DE TAÏBA NDIAYE VA CONTRIBUER À L’ÉMERGENCE ÉCONOMIQUE (DIPLOMATE)

Política do livro e da leitura é também um bastião do Governo da IX Legislatura – Abraão Vicente


  23 Avril      21        Arts & Cultures (2510), Livres (298), Photos (21004),

   

Cidade da Praia, 23 Abr (Inforpress) –  O ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente reafirmou hoje que a política do livro e, consequentemente, da leitura, é também um bastião do Governo da IX Legislatura.
Abraão Vicente fez essas considerações na sua mensagem alusiva à comemoração do Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor, tendo realçado que são duas datas de “extrema importância” para todos e duas questões “muito caras para Cabo Verde e de elevada importância”.
Focando no Dia Mundial do Livro, afirmou que o livro é uma das ferramentas importantes para o dia-a-dia, para o conhecimento e para ajudar as pessoas a desenvolverem-se cada vez mais e melhor.
Neste sentido, reafirmou que a política do livro e, consequentemente, da leitura, é também um bastião do Governo da IX Legislatura.
“A reorientação do sistema de publicações de livros em Cabo Verde, começando com os clássicos da nossa literatura, é o cumprimento de um desiderato no nosso país, uma vez que também esses 10 grãozinhos se cultivaram grandes poetas, escritores, ensaístas”, lê-se no comunicado a que a Inforpress teve acesso.
Conforme referiu, a Biblioteca Nacional de Cabo Verde, no âmbito da execução da política de promoção do livro e da leitura tem traçado como acções prioritárias a formação dos dinamizadores de leitura e de bibliotecas.
O Plano Nacional de Leitura (PNL), de acordo com o ministro, faz parte também de uma forte política deste Governo.
“Uma medida cuja aposta é dar resposta aos baixos níveis de literacia da população cabo-verdiana, tendo como premissa um conjunto de estratégias e ações consideradas fundamentais para a plena aquisição de competências de leitura”, sublinhou.

Dans la même catégorie