GNA GHS working with GES to contain spread of COVID-19 in SHSs GNA COVID-19: Ghana makes significant progress with nearly 900 recoveries MAP Deux officiers kényans tués dans le crash d’un hélicoptère militaire dans le comté de Machakos (KDF) ANP Des parlementaires sur le Chantier du 3ème pont, au Centre National de traitement du permis biométrique et à la Soniloga ANP Fin à Niamey de la 1ère session ordinaire du Conseil Economique, Social et Culturel (CESOC) ANP Région de Zinder : Un accident de circulation entre deux véhicules de transport fait 18 morts APS APPEL À LA PROMOTION DE RÉGIMES ALIMENTAIRES SAINS POUR ENDIGUER LA FAIM APS L’AFRIQUE POURRAIT ABRITER PLUS DE LA MOITIÉ DES PERSONNES SOUFFRANT DE LA FAIM CHRONIQUE EN 2030 (FAO) APS COVID-19 : PLUS DE 130 MILLIONS DE PERSONNES POURRAIENT BASCULER DANS LA PAUVRETÉ EN 2020 (ÉTUDE) APS PRÈS DE 690 MILLIONS DE PERSONNES ONT SOUFFERT DE LA FAIM EN 2019 (FAO)

Política/APU-PDGB se posiciona contra pretensão do PAIGC de liderar novo governo


  4 Juin      16        Politique (9642),

   

Bissau, 4 Jun 20( ANG) – A Assembleia de Povo Unido Partido Democrata da Guiné-Bissau (APU- PDGB) disse, em comunicado, que não compreende a atitude que considera “dúbia” do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde(PAIGC) de pretender liderar um novo governo de base alargada enquanto continua a não reconhecer os resultados das eleições presidenciais de 29 de Dezembro que elegeu Umaro Sissoco Embalo, Presidente da República.

A posição da APU-PDGB vem expressa num comunicado à imprensa à que a ANG teve acesso hoje .

Segundo o comunicado à que a ANG teve acesso esta quinta-feira, aquela formação política reconhece e agradece a disponibilidade e os bons ofícios do Presidente da Assembleia Nacional Popular(ANP), no sentido de viabilizar o funcionamento de parlamento guineense e louva o seu empenho na procura de uma solução que dê corpo ao comunicado de CEDEAO, de 24 de Abril.

Em comunicado referido, a CEDEAO declara o seu reconhecimento ao Umaro Sissoco Embaló, enquanto Presidente da República, mas deu-lhe até 22 de maio, já passado, para nomear novo primeiro-ministro e novo governo, respeitando os resultados das legislativas de 10 de março de 2019, ganhas pelo PAIGC.

O partido liderado por Nuno Nabian, actual Primeiro-ministro reafirma haver uma nova maioria parlamentar, resultante do acordo político de incidência parlamentar assinado recentemente entre MADEM-G15, PRS e APU-PDGB, e exorta ao presidente da ANP para a convocação de uma sessão parlamentar para, entre outros assuntos, se discutir e aprovar o programa do governo em exercício.

O comunicado ainda indica que a APU-PDGB reafirma sua abertura para juntamente com parceiros da nova maioria parlamentar incluir outros partidos políticos no governo.

Uma delegação do partido deve manter esta quinta-feira uma audiência com o presidente da ANP, Cipriano Cassama, mediador designado por Umaro Sissocó Embalo para encontrar consensos entre partidos com assento parlamentar, visando a formação de um Governo de base alargada.

Dans la même catégorie