MAP Sahara marocain: le SG de l’ONU réaffirme la centralité du processus politique onusien APS COVID-19 : DEUX DÉCÈS ET 163 NOUVELLES INFECTIONS ANP Tahoua : L’INS sensibilise les opérateurs économiques de la région sur le recensement général des entreprises (ReGEN 2022) AIP Un opérateur minier fait don d’un bâtiment de trois classes à l’EPP Yao-Amoinkro AIP 2,6 milliards de personnes affectées à travers le monde par des repas cuits aux combustibles polluants (OMS) APS DANS LA RÉGION DE DIOURBEL, 189 LISTES PRENNENT PART AUX ÉLECTIONS LOCALES APS A KAOLACK, L’ADMINISTRATION EST FIN PRÊTE POUR L’ORGANISATION DU VOTE (GOUVERNEUR) APS A FOUNDIOUGNE, 71 % DES CARTES D’ÉLECTEUR ONT ÉTÉ DISTRIBUÉES (PRÉFET) APS MBOUR : 329.513 ÉLECTEURS INSCRITS APS TAMBACOUNDA : 264.759 ÉLECTEURS ATTENDUS AUX URNES

Portugal vai disponibilizar 150 mil euros a Cabo Verde para ajudar o País a fazer face aos estragos das chuvas


  23 Octobre      34        Diplomatie (1133),

   

Cidade da Praia, 23 Out (Inforpress) – Portugal vai disponibilizar a Cabo Verde um montante de 150 mil euros para ajudar o País a fazer face aos estragos provocados pelas chuvas de 12 de Setembro que causaram avultados estragos na Cidade da Praia.
“Trata-se de um gesto de solidariedade que o Governo de Cabo Verde muito aprecia”, disse o ministro dos Negócios e Estrangeiros e Comunidades, Luís Filipe Tavares, à margem do protocolo que assinou hoje, via on-line, com o seu homólogo português, Augusto Santos Silva relativo ao apoio extraordinário de Portugal, a fim de permitir que o arquipélago faça face aos prejuízos provocados por recente chuvas caídas.
O governante cabo-verdiano revelou que até agora o País já conseguiu “mobilizar qualquer coisa como meio milhão de euros”, isto graças à colaboração de vários parceiros.
Na ocasião, enalteceu a “solidariedade” do Governo português, na pessoa do seu ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.
“Portugal está sempre ao lado de Cabo Verde. Tivemos outras catástrofes naturais, nomeadamente as erupções do vulcão do Fogo [em 1995 e 2014] e Portugal esteve sempre presente”, indicou Luís Filipe Tavares, acrescentando que este país europeu desde sempre tem apoiado o arquipélago na luta para fazer face às secas e, agora, no combate à pandemia da covid-19.
Falando em videoconferência com o seu homólogo Augusto Santos Silva, o chefe da diplomacia cabo-verdiana fez saber que Cabo Verde “espera muito da presidência portuguesa da União Europeia”, adiantando que o País está a preparar uma agenda com vista a discutir com Portugal em ordem a “reforçar a parceria com UE”.
“Sempre que Portugal está na presidência da União Europeia damos um passo em frente nesta parceria e é o que vamos continuar a fazer, tendo em conta que as relações entre dois países são excelentes”, indicou Luís Filipe Tavares.
Por sua vez, o chefe da diplomacia portuguesa anunciou que, além desta ajuda emergência, Portugal “está disponível a participar em outras formas de apoio, designadamente nas obras de reconstrução, em que o concurso das empresas portuguesas possa ser útil”.
Para o embaixador de Portugal em Cabo Verde, António Moniz, que presenciou o acto, a assinatura do referido acordo constitui um “momento importante” e adiantou que, brevemente, o montante acordado vai ser disponibilizado.
A cooperação entre Cabo verde e Portugal data desde os primórdios da independência do arquipélago, a 05 de Julho de 1975.

Dans la même catégorie