ANG Política/Presidente da República diz que a criação ou extinção dos ministérios não é da competência da ANP ANG Domingo de Tina/ Madrinha do evento promete ajudar a elevar direitos de pessoas com deficiência ACP Ouverture à Kinshasa de la Revue annuelle du programme de coopération RDC-UNICEF 2020-2024 ACP 8ème forum de la SADC: le Premier ministre Ilunkamba exhorte les parlementaires à préserver les acquis de l’alternance ABP Numérique : Sensibilisation à Calavi des agents des collectivités locales sur l’informatisation des actes d’Etat civil et la numérisation des archives ABP Coopération / Coopération : Une délégation du Réseau des chambres des experts européens au cabinet de Louis Vlavonou ABP Santé : Elèves et étudiants sensibilisés aux enjeux de la lutte contre le VIH/Sida à Parakou ABP Social : La journée mondiale des personnes handicapées célébrée à Savalou INFORPRESS PNUD admite que pandemia “destruiu muitos do ganhos” que Cabo Verde tinha alcançado INFORPRESS Hélio Sanches estofficiellementcandidat à l’électionprésidentielle de 2021

PR destaca papel da diplomacia angolana no fim dos conflitos


  13 Novembre      11        Diplomatie (860),

   

Luanda,12 de Novembro (ANGOP) – O Presidente da República, João Lourenço, destacou, esta quinta-feira,12, o papel desempenhado pela diplomacia angolana nos últimos 45 anos, com realce para o conflito que opunha os povos da região austral do continente africano ao regime de apartheid que dominava a África do Sul.

O Chefe de Estado angolano falava à imprensa após inaugurar a Academia Diplomática « Venâncio de Moura », com capacidade para formar, anualmente, mil 800 discentes em diplomacia e relações internacionais.

« Os Estados dão uma grande importância à diplomacia, porque é a diplomacia que acaba por estabelecer as boas relações de amizade e cooperação com outros países. É a diplomacia que previne as guerras e, no caso de haver guerras, é a diplomacia que acaba com elas », salientou.

João Lourenço disse que a diplomacia angolana somou sucessos ao longo dos 45 anos de independência do país, perspectivando que, com a inauguração da Academia Diplomática, o trabalho futuro melhorará, com quadros melhor formados no país.

O Presidente João Lourenço congratulou-se com a diplomacia angolana e com todos os cidadãos ligados a ela, pelos resultados alcançados ao longo dos 45 anos de independência do país.

Em relação à renovação dos quadros diplomáticos, disse ser algo que vai acontecendo ao longo dos anos, enfatizando que “quer em termos de geração, quer em termos de outros critérios, é um processo que deve ser considerado como de necessidade permanente”.

« Quanto à diplomacia, no geral, estamos muito bem, mas em termos da diplomacia económica ainda temos um caminho longo a percorrer, porém acredito que também vamos ter sucesso », vaticinou, salientando que, desde 2017, o Governo angolano tem prestado uma atenção particular nesse domínio.

Lembrou que o Chefe de Estado é o primeiro diplomata de qualquer país, razão pela qual assumiu “a responsabilidade de procurar dar um outro impulso à diplomacia económica ».

A inauguração da Academia Diplomática « Venâncio de Moura » acontece no dia dedicado ao diplomata e enquadra-se nas comemorações do 45° aniversário da Independência Nacional, assinalado quarta-feira (11).

Dans la même catégorie