MAP Guinée : Mise en place du comité d’organisation de la CAN 2025 Inforpress IEFP anuncia maior programa de estágios profissionais empresariais realizado em Cabo Verde MAP L’association des Marocains lauréats du Sénégal organise une caravane médicale, fin avril dans le sud du pays Inforpress Santo Antão: Questões burocráticas atrasam projecto de água e saneamento lançado só em Junho Angop CAN2019: Angola among the 24 qualified teams ANGOP Ex-CEO of Angolan Sovereign Fund released from jail Inforpress Governo quer fazer de Santo Antão “ilha pioneira” e líder em turismo responsável – vice-primeiro-ministro MAP Le numérique permet à l’Afrique de progresser dans des domaines à forte croissance et rentabilité (M. Hilale) Inforpress Cidade da Praia acolhe esta terça-feira e por três dias II Fórum Africano de Saúde AIP Côte d’Ivoire/Le président de la MURENO affiche sa volonté d’éliminer la pauvreté et la faim à Noé

PR destaca papel da mulher cabo-verdiana na assunção das responsabilidades no seio da família


Cidade da Praia, 15 Mai (Inforpress) – O Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, enalteceu hoje o “inestimável papel” da mulher e alertou para a “necessidade imperiosa” de uma efectiva assunção de responsabilidades pelos homens no meio familiar/doméstico.
Na sua mensagem alusiva ao Dia Mundial da Família, que se assinala hoje, 15 de Maio, e que este ano foca no lema “Famílias e Sociedades Inclusivas”, o chefe de Estado referiu-se também aos grandes desafios que se colocam a esta “grande instituição” que estabiliza o país e a sociedade, num mundo cada vez mais complexo.
“A pobreza, as desigualdades, e a exclusão social delas decorrente, os conflitos armados e a violência, de modo geral, incluindo a violência e a discriminação baseadas no género, as dificuldades de conciliação entre o trabalho e a família, constituem factores que condicionam de forma poderosa a estabilidade familiar”, salientou.
Para o Presidente da República, esta realidade é agravada, em muitos contextos, pela falta de redes de apoio a esse nível e pela “forte influência, muitas vezes perniciosa”, das telecomunicações sobre as crianças e os adolescentes, o que fragiliza, sobremaneira, as famílias e o seu papel essencial no equilíbrio psicossocial das pessoas.

PC/CP

Dans la même catégorie