APS L’AFRIQUE RISQUE D’ÊTRE LA ‘’GRANDE OUBLIÉE DES VACCINS’’, SELON L’OMS APS MAÏGA REVIENT SUR ‘’LA FORCE’’ DU SUPER DIAMONO ET RELÈVE ‘’LA FACILITÉ’’ DES JEUNES MUSICIENS APS MENDICITÉ DES ENFANTS : LA RADDHO RÉCLAME LE VOTE DE LA LOI SUR LES ‘’DAARA’’ APS DU BEAU MONDE À PRAIA POUR L’AG DE LA ZONE A DE L’UFOA À PRAIA, LA PRÉSIDENCE DE LA CAF EN LIGNE DE MIRE APS GERSON DE MELO SE RÉJOUIT DE L’INTÉRÊT SUSCITÉ PAR L’AG DE L’UFOA/A GNA Biden’s Presidency should promote global multilateralism – Antwi-Danso GNA GFD commends President Akufo-Addo on the nomination of Dr Makubu GNA Pay attention to infrastructure development in your second term-Dr Antwi-Danso tells gov’t GNA Ahafo NPP, NYA congratulate Freda Prempeh GNA 85th ECOWAS Council of Ministers meeting ends

PR enaltece acto de coragem de cabo-verdiano que salvou idoso no Rio Tejo em Portugal


  15 Décembre      12        Société (27614),

   

Praia, 15 Dez (Inforpress) – O Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, destacou hoje o acto de “grande coragem” e “heroico” do cidadão cabo-verdiano José Brito que salvou a vida de um idoso de 68 anos no Rio Tejo em Portugal.
Numa mensagem enviada ao cidadão, a cuja cópia a Inforpress teve acesso, Jorge Carlos Fonseca defendeu que mais do que coragem, neste acto, “sobressaem o cuidado, o amor e o respeito pela vida humana, pela vida do outro”.
“Felicito-o, vivamente, caro concidadão, pela sua acção, que não terá sido a primeira já que outra vida terá salvo enquanto exercia a profissão de pescador em Cabo Verde”, lê-se na mensagem do PR, para quem “os traços nobres do carácter” de José Brito “revelam nele uma pessoa destemida, rara, cuja intenção generosa de salvar uma vida empresta grandeza à sua alma e faz dele um verdadeiro herói”.
Para Jorge Carlos Fonseca, José Brito “deixa ao seu filho, que testemunhou presencialmente este acto de incomensurável grandeza humana, e ao mundo, mormente em tempos tão difíceis e incertos em que vivemos, um excelente exemplo de uma atitude que nos impregna de esperança na humanidade”.
José Brito passeava no sábado com o filho junto ao Tejo, na baixa de Lisboa, quando se apercebeu de que um homem se tinha atirado ao rio. Formou-se um aparato na margem do rio e os serviços de emergência foram chamados.
Mas, vendo o homem, idoso, de barriga para baixo a boiar na água, sem se mexer, o cabo-verdiano de 37 anos tirou a roupa e atirou-se à água para o salvar.

Dans la même catégorie