AGP Des bulldozers attendus dans les zones inondables MAP SAR le Prince Héritier Moulay El Hassan préside à Kénitra la cérémonie de sortie de la 19è promotion du Cours supérieur de défense et de la 53è promotion du Cours État-Major MAP Honoris United Universities accompagne 54 jeunes femmes entrepreneures du continent africain AGP Bientôt une usine d’assemblage et de montage de tablettes AGP Kankan-Education :1680 candidats à l’examen de sortie des écoles professionnelles session 2019. AGP Assemblée nationale : Adoption du projet de loi relatif à l’usage des armes par la gendarmerie nationale. ANP Journée mondiale contre la drogue 2019 : destruction d’importants stocks des stupéfiants Konni ANP Le Niger veut réduire le taux de prévalence basée sur le genre de 28,4% à 15,4% d’ici 2021 ANG Dois golos em três minutos dão triunfo aos Camarões contra a Guiné-Bissau na abertura do grupo F ANG Bissau acolhe ateliê sobre redução de capturas de tartarugas e aves marinhas na Sub-Região

Presidente da rede de parlamentares sugere campanhas de sensibilização para conservação dos oceanos


Bissau, 09 Jun 17 (ANG) – O Presidente da Rede de Parlamentares para o Ambiente sugeriu  quinta-feira a realização de  uma campanha de sensibilização e educação ambiental para a conservação dos oceanos, sustentando que a vida dos homens depende dele.

Mário Dias Sami que falava na cerimónia de comemoração do Dia Mundial dos Oceanos disse que a ideia de celebrar a efeméride foi lançada na cimeira  » Dom da Terra » em 1992, no Canadá, mas que só veio a concretizar em 2008, na Assembleia Geral das Nações Unidas.

Disse que a  conservação dos oceanos garante a  sobrevivência humana, porque se  desaparecerem não será possível a sobrevivência dos seres humanos.

Lembrou que o lema deste ano é « Nossos Oceanos, Nosso Futuro » porque nele se encontra a maioria das riquezas, nomeadamente petróleo, diamante e recursos haliêuticos.

Questionado se o país se defronta com problemas de poluição, Dias Sami respondeu que, de facto, existe, exemplificando que as pessoas lançam lixos na valeta atrás da sede das Nações Unidas e os resíduos acabam por desabar no mar, o que  representa um grande perigo para os peixes.

Por sua vez, em representação do Instituto Nacional da Meteorologia, o climatologista Cherno Luís Mendes disse que os oceanos são causadores das mudanças climáticas, nomeadamente dos ciclones e furacões devido as suas extensões, acrescentado que os impactos dessas mudanças reduzem a cobertura vegetal e a modificação da flora a nível das zonas costeiras e marítimas.

« As espécies menos resistentes desaparecem devido ao aumento da temperatura das águas do mar, » afirmou.
ANG/JD/AC/SG

Dans la même catégorie