GNA Ohemaa Adjei Andoh gets social community development award GNA About 72% of Sportsmen and women lack mental toughness in Ghana – Brain Specialist GNA Have confidence in me as honest leader-President Akufo-Addo GNA Tetrete Sekyim II calls for development of Oppong-Mansie iron ore mine APS COVID-19 : 25 NOUVELLES CONTAMINATIONS ET UN NOUVEAU DÉCÈS APS Le Sénégal réaffirme à l’ONU son soutien à la marocanité du Sahara (journal) AIP La crise du Covid-19 a accéléré le processus de digitalisation en Côte d’Ivoire (Enquête) AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Présidentielle 2020: Les autorités font le point de la situation à Danané AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Les affrontements sur le campus résultent d’une incompréhension (Pdt CARPED) AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Présidentielle 2020 : Perturbation de la distribution des cartes d’électeurs à Sakassou

Presidente da República considera de “grande importância” a visita do seu homólogo nigerino


  1 Octobre      24        Diplomatie (808),

   

Bissau, 01 Out 20 (ANG) – O Presidente da República, Umaro Sissoco Embaló considerou de “grande importância” a visita do seu homólogo nigerino à Guiné-Bissau, frisando que não são todos os dias que se recebe visita de um Presidente em qualquer país do mundo.

O chefe de Estado fez estas considerações em conferência de imprensa conjunta com o Presidente nigerino, Mahamadu Issoufou no final da visita de algumas horas que efectuou ao país.

Embaló realçou que Issoufou é grande homem do Estado respeitado pela comunidade internacional e de grande escala no concerto das Nações, salientando que a sua visita representa muito para a Guiné-Bissau porque passou anos que o país não recebia visitas de um chefe de Estado, devido as situações vividas.

« Hoje estamos a mostrar ao mundo que estamos a voltar, aos poucos, a normalidade e estabilidade, e que essas visitas que estamos a receber é para mostrar, de facto, que a crise que tínhamos ficou para trás”, realçou Presidente Embaló.

Por sua vez, o Presidente do Níger agradeceu o governo e o Povo guineense pala recepção calorosa e explicou que, se não for a participação na reunião de Conselho de Segurança da ONU sobre a governança política e economia mundial pós covid-19 estaria presente na cerimónia comemorativa do Dia da Independência da Guiné-Bissau.

Prometeu ainda tudo fazer para, enquanto membro não permanente de Conselho de Segurança da ONU, ajudar a Guiné-Bissau para que seja levantado as sanções impostos aos cinco oficiais militares guineenses considerados protagonistas do golpe de Estado de 12 de Abril de 2012.

O Presidente do Níger acompanhado de uma delegação de alto nível fez uma visita de algumas horas à Guiné-Bissau, quarta-feira(30), no fim da qual os dois chefes de estados defenderem em comunicado final a necessidade do reforço das relações de cooperação entre os dois países.

Dans la même catégorie