MAP Kenya : Vers l’adoption du yuan chinois comme monnaie de réserve (Banque centrale) MAP La BAD présente le premier indice de réglementation du secteur de l’électricité en Afrique MAP M. Benabdelkader s’entretient à Marrakech avec plusieurs ministres africains et arabes des moyens de renforcer la coopération dans le domaine de la modernisation de l’administration publique MAP Sahara: L’Envoyé personnel de l’Onu en tournée dans la région à partir de samedi GNA Man murdered and buried at Assin Otabilkrom AGP L’Opam indignée par les arrestations à répétition des journalistes AGP Bientôt un observatoire intégré santé-environnement au Gabon GNA Development Expert wants Public perception of development changed.

Presidente da República regressa à Bissau após 48 horas de visita ao Congo Brazaville


  13 Septembre      46        Economie (18992),

   

Bissau, 13 Set 17 (ANG) – O Chefe de Estado, José Mário Vaz regressou hoje ao país após uma visita de 48 horas  à Republica do Congo Brazaville, no decurso da qual conmdecorou o seu homólogo Dinis Sassou Nguessou com a medalha Amilcar Cabral, a mais alta destinção das autoridades guineenses.

Questionado sobre o significado da condecoração  ao seu homólogo congolês , José Mário Vaz respondeu que ele é um grande amigo da Guiné-Bissau e admirador do fundador da nacionalidade guineense.

Acrescentou  que o líder do Congo Brazaville acompanhou os problemas do país antes da independência até a data presente e é um pan-africanista por excelência que tem contribuído para que haja a paz e estabilidade na Guiné-Bissau.

Acrescentou que muito dos seus homólogos lhe felicitaram pela iniciativa de condecorar o presidente congolês.

« Convidei o presidente congolês para visitar o país, ele aceitou e pode vir a qualquer momento para intervir directamente na resolução da actual crise,  dando a sua contribuição. Os guineenses não sabem que ele tem contribuído muito na estabilização do país, » afirmou.

Questionado sobre a permanência ou não das forcas da Missão Militar da Comunidade Económica dos Países da África Ocidental(CEDEAO), ECOMIB, respondeu que ele sozinho não pode decidir nada e que essa força tem a sua importância para a paz e estabilidade.

O chefe de estado guineense havia solicitado a permanencia da Ecomib em Bissau para mais um periodo de tres meses, entretanto já expirado.

ANG/JD/ÂC/SG

Dans la même catégorie