AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Les États et gouvernements adoptent une nouvelle stratégie économique 2020-2025 pour la Francophonie GNA Ghanaians voters prefer NPP- Survey GNA 2020 Special Voting: 5,947 to vote in Upper East Region GNA About nine million females to cast ballots on December 7 GNA 123 contest 34 Greater Accra parliamentary seats GNA Ghana Cocoa Awards: Yara Ghana tops GNA Community health management committees sensitised to enhance performance GNA NCCE secures one million Euros EU grant GNA Election 2020: IGP warns against impersonation GNA Women play critical roles in politics – Former MP

Presidente do Comité Paralímpico de Cabo Verde projecta massificação da prática de Teqball no País


  16 Novembre      8        Sport (4593),

   

Cidade da Praia, 16 Nov (Inforpress) – O presidente do Comité Paralímpico de Cabo Verde, Rodrigo Bejarano, mostrou-se satisfeito com a dinâmica da introdução do Teqball no País, projectando a massificação da sua prática através de vários programas.
Rodrigo Bejarano falava em declarações à Inforpress, este sábado à margem da entrega de uma mesa de Teqball à escola de futebol da Achada Grande Frente (EFAGF).
Segundo avançou, a entrega da mesa é mais um passo para que a modalidade ganhe terreno e se torne numa actividade de destaque, com a participação de escolas secundárias e associações desportivas.
Apontou que esta iniciativa faz parte de um programa que, após os primeiros Jogos Africanos de Praia, realizados em Cabo Verde, serviu para a introdução do teqball no arquipélago, o que levou a organização a apresentar uma proposta junto da Federação Internacional de Teqball, para criação de escolas de iniciação.
“Apresentamos um projecto bastante ambicioso, e recebemos 56 mesas de teqball, custando cada um mais de 100 mil escudos”, assinalou.
O responsável disse que, neste momento, estão na fase da entrega desses materiais, que já foram oferecidos a três escolas que mostraram interesse na sua implementação para a prática.
“Distribuímos à escola de São Pedro, escola de Maracanã em Ponta d’Água e à escola da EFAGF, mas o objectvo é distribuir uma mesa em cada escola secundária de Cabo Verde, com a condição de que elas criem o seu próprio clube de teqball”, referiu.
Rodrigo Bejarano informou também que vai ser criada a Federação Cabo-verdiana de Teqball, a partir do mês de Dezembro, e que para o próximo ano está programado um torneio africano para a zona 2.
Além disso, para a massificação da modalidade no país, destacou que os regulamentos já estão a ser criados, como também um amplo programa de formação para jogadores, treinadores, árbitros e dirigentes.
Por sua vez, o presidente da Associação Regional de Teqball Santiago Sul, Cláudio Tavares, disse que este é um “passo importante” para que a modalidade ganhe espaço, possibilitando a sua extensão em toda a região.
No seu entender, esta é uma prática que deve ser adoptada pelas escolas como actividade de lazer ou extracurricular, pois, considerou, o País reúne as condições necessárias para que se tenha atletas de teqball para competições de alto nível.

Dans la même catégorie