MAP Covid-19 : le président sénégalais appelle au renforcement des contrôles systématiques du port du masque GNA Police beefs up security to protect ballot boxes at Adaklu ANGOP Covid-19 : Angola regista 207 recuperados e 68 novos casos APS THIÈS : ’’ESPACE NDUGU’’, UN PROJET POUR MODERNISER LE PETIT COMMERCE DANS LES QUARTIERS APS HAUSSE DES CAS DE COVID-19 : MACKY SALL DEMANDE LE RENFORCEMENT DES CONTRÔLES SYSTÉMATIQUES DU PORT DU MASQUE AIP La GESTOCI teste son dispositif de sécurité sur ses installations AIP Le nouveau directeur régional de l’Enseignement technique et de la Formation professionnelle veut accompagner les responsables d’établissement AIP le gouvernement burkinabé estime a hauteur de 113 millions d’euros le soutien de l’union européenne AIP Plus de 2200 nouvelles cartes nationales d’identité disponibles à Dimbokro AIP Bientôt des logements pour les agents des Eaux et Forêts à Songon

Presidente do INE considera “urgente” aposta na modernização dos sistemas estatísticos nacionais


  19 Novembre      8        Société (25538),

   

Cidade da Praia, 19 Nov (Inforpress) – O presidente do INE defendeu a necessidade de se apostar na modernização dos sistemas estatísticos nacionais, através das novas tecnologias, visando maximizar a eficiência no fornecimento de dados e estatísticas na promoção do desenvolvimento sustentável do continente africano.

O presidente do Instituto Nacional de Estatística (INE), Osvaldo Borges, fez estas declarações, quarta-feira durante a sua intervenção na cerimónia de abertura do webinar comemorativo ao Dia Africano de Estatística, que este ano se realiza sob o lema “Modernizar os sistemas estatísticos nacionais para fornecer dados e estatísticas tendo em vista a manutenção da paz e o desenvolvimento sustentável em África”.

Este tema, segundo este responsável, visa sensibilizar os decisores, parceiros técnicos e financeiros, os produtores de dados e toda a sociedade em geral sobre a importância crucial das estatísticas da governança e das estatísticas económicas por forma a atingir os objectivos de uma África sem conflitos.

Conforme frisou, a pandemia da covid-19 mostrou as fraquezas de muitos sistemas estatísticos, sobretudo as limitações na recolha de dados estatísticos, realçando que não obstante as medidas governamentais no combate à pandemia, esta estratégia tem dificultado o fornecimento oportuno de dados estatísticos necessários para a tomada de decisão.

“Os sistemas estatísticos nacionais precisam urgentemente de modernizar-se utilizando novas tecnologias, novas formas e fontes de dados, para maximizar a eficiência no fornecimento de dados e estatísticas que serão necessários para apoiar o desenvolvimento sustentável e a coexistência pacifica em África”, afirmou.

A modernização do sistema estatísticos, reforçou, deve ser uma prioridade para os decisores na concretização da agenda 2063, frisando, por outro lado, que, de acordo com o relatório de 2020 sobre os progressos para alcançar os ODS e a disponibilidade de dados, o continente africano regrediu globalmente em relação ao cumprimento desses objectivos.

Salientou ainda os avanços alcançados por Cabo Verde nesta matéria com destaque para a modernização de todas as legislações estatísticas, referindo que a maioria das operações que são feitas pelo INE já estão informatizadas.

“Neste momento a modernização e o fortalecimento da capacidade dos nossos profissionais permite criar um ecossistema de dados mais robusto e resiliente, por forma a construirmos instituições de estatísticas fortes, eficazes e inclusivas em Cabo Verde”, asseverou.

Por seu turno, o presidente do Conselho Nacional de Estatística, Raimundo Lopes, destacou a importância da comemoração do Dia Africano de Estatística, apontado que esta efeméride, incentiva a comunidade estatística a repensar o sistema de recolha dos dados tradicionais.

Abordando a situação de Cabo Verde, considerou que apesar do contexto da pandemia que afecta o país, o sistema estatístico nacional continua “firme e forte” e tem demonstrado que continua a ser um sistema orgânico, integrando entidades públicas que têm por competência o exercício das funções de interesse nacional.

O Dia Africano da Estatística foi instituído a 18 de Novembro de 1990 pela UNECA (Comissão Económica das Nações Unidas para África) e é celebrado anualmente com o objectivo de sensibilizar o público para o papel importante que desempenham as estatísticas em todos os aspectos da vida social e económica em África e na preservação do ambiente em que se vive.

CM/ZS

Inforpress/Fim

 

Dans la même catégorie