GNA NASPA launches 12th annual terminal congress in Takoradi GNA Corruption: Let’s stand for our values – Emile Short GNA Ghana welcomes World Bank’s new education strategy for Western and Central Africa GNA African governments asked to increase funding to overcome learning poverty ACI L’exposition-vente des produits ‘’made in Congo’’ prévue pour juillet prochain GNA 56 to participate in Carnegie African Diaspora Fellowship Program GNA 67 BRCs launched to support MSMEs GNA GSS to conduct next nationwide survey on Firms in 2023 GNA Evelyn Andoh, 63, wins ultimate prize for the Gold in the Oil Awards ACP De Lubumbashi, le Premier ministre SamaLukonde décrète trois jours de deuil national

Primeira Conferência Internacional dos Diamantes inicia hoje


  25 Novembre      32        Mode (26),

   

Luanda, 25 de Novembro (ANGOP) – A “Angola International Diamond Conference” (AIDC), que tem como objectivo divulgar a qualidade dos diamantes de Angola e atrair mais investimentos privados para o mercado deste mineral no país, começa nesta quinta-feira,25, no Pólo de Desenvolvimento Diamantífero de Saurimo (Lunda Sul).

Sob o lema “Angola: Destino para o Investimento Sustentável na Indústria de Diamantes”, essa primeira Conferência Internacional dos Diamantes vai decorrer até ao dia 27 deste mês, contando com a presença de ministros de minas das principais nações africanas produtoras de diamantes.

O certame contará igualmente com líderes de empresas diamantíferas, especialistas nacionais e internacionais, entre outras individualidades.

Durante três dias, os participantes à AIDC vão analisar e debater temas como « Os rendimentos na indústria diamantífera, nos últimos cinco anos », « Métodos e disponibilidade de dados », « Investigação geológica », « Resultados de áreas com potencial mineiro » e « Desafios e impactos nas comunidades ».

Depósitos primários e secundários, prospecção, análise de mercado de diamantes, pesquisa de tendências de joalharia e dados de laboratórios, bolsa, futuro do mercado e financiamento sustentável e a exploração mineira e desenvolvimento de projectos diamantíferos em Angola são outros assuntos a serem analisados.

Com uma capacidade de produção de mais de oito milhões de quilates por ano, Angola é o quinto maior produtor mundial de diamantes, com 13 por cento da extracção deste mineral, sendo as províncias da Lunda Norte e Lunda Sul as principais áreas de exploração diamantífera.

Em África, o país ocupa a segunda posição, a seguir ao Botswana. Para este ano, Angola prevê atingir a produção de 9 milhões de quilates de diamantes. Em Angola, os primeiros registos de ocorrência de diamantes verificaram-se em 1590, enquanto os primeiros cristais classificados como diamantes foram descobertos em 1909.

Dans la même catégorie