APS MUSHIKIWABO JUGE LES COUPS D’ETAT RÉPÉTÉS DE CES DERNIERS MOIS INACCEPTABLES APS MUSHIKIWABO JUGE LES COUPS D’ETAT RÉPÉTÉS DE CES DERNIERS MOIS INACCEPTABLES APS Le maire de Jacqueville offre l’émission « Bonjour 2022 » à sa population APS ZIGUINCHOR : DEUX MILITAIRES ET UN REBELLE TUÉS DANS UN ÉCHANGE DE ‘’COUPS DE FEU’’ AIP Quelque 2000 kits scolaires à des écoliers à Biankouma ANP Diffa : 1ère session ordinaire de la Commission Consultative Régionale de l’Administration Territoriale (COCOCRAT) AIP Les sapeurs-pompiers militaires initient une opération ‘’coup de balai’’ à Yopougon AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Moussa Sanogo présente les projets du métro d’Abidjan et du barrage de Singrobo-Ahouaty aux députés APS DES ORGANISATIONS DE LA SOCIÉTÉ CIVILE SALUENT LE « DÉROULEMENT APAISÉ » DU SCRUTIN APS A COALITION BUNT BI MAJORITAIRE À RANÉROU FERLO (RÉSULTATS PROVISOIRES)

Profissionais de saúde lusófonos debatem “resistência antimicrobiana” em ‘webinar’


  2 Décembre      25        Santé (12447),

   

Cidade da Praia, 02 Dez (Inforpress) – Profissionais de saúde dos países lusófonos vão estar reunidos hoje num ‘webinar’ sobre “a resistência antimicrobiana”, considerada pela organização, uma “pandemia silenciosa”, mas com “impacto preocupante” para saúde pública.

O evento é promovido pela Associação de Farmacêuticos dos Países de Língua Portuguesa (AFPLP) e pela Federação Internacional Farmacêutica (FIP), no quadro de um conjunto de webinars, iniciados em Março de 2021, denominado “Desafios e Oportunidades para a profissão farmacêutica no espaço lusófono”.

Cabo Verde estará representado por três profissionais, nomeadamente o director nacional de Saúde, Jorge Noel Barreto, o presidente da Mesa da Assembleia-Geral da Ordem dos Farmacêuticos, José Carlos Carvalho, na qualidade oradores, e a ex-presidente da extinta Autoridade Reguladora de Produtos Farmacêuticos, Djamila Reis, que, enquanto directora executiva da AFPLP, fará moderação do painel.

De acordo com a organização, nesta sessão, agendada para às 16:00, será abordada a problemática da resistência antimicrobiana, enquanto um desafio global para a saúde pública, como foco no papel do farmacêutico na promoção do uso responsável do medicamento, com destaque para os antibióticos.

“Serão feitas intervenções sobre a situação a nível mundial, o impacto nos sistemas e profissões da saúde e em particular para os farmacêuticos, o trabalho da FIP nesta área e sobre experiências de programas ou iniciativas dos países de língua portuguesa no combate à resistência antimicrobiana”, refere uma nota publicada na página da AFPLP.

A AFPLP é uma associação de carácter profissional e científico, sem fins lucrativos, que visa, fundamentalmente, promover as ciências farmacêuticas e defender os interesses da profissão farmacêutica em todos os países de língua portuguesa.

Dans la même catégorie