GNA Patients stranded at the Ho Teaching Hospital GNA Wassa-East District Assembly Awards People With Disabilities GNA UNFPA to support youth empowerment in Volta Region GNA The first ever major and competitive marathon to hit the Western Region. GNA Amoah and Ntumi crown 2019 SWAG Weightlifters of the Year GNA Henrietta Armah and Addo win SWAG Taekwondo Athlete of the Year GNA FIFA President expresses condolences and support to accident victims GNA Executive Council of GFA donates monthly allowance to accident victims APS COUPE ABUSIVE DE BOIS : UN ACTEUR LOCAL PRÔNE L’IMPLICATION DES COMMUNAUTÉS DANS LA LUTTE CONTRE CE PHÉNOMÈNE APS COVID-19 : 21 NOUVELLES CONTAMINATIONS ET 163 PATIENTS GUÉRIS

Propriedade inteletual/Ministro do Comércio apela melhor aproveitamento das inovações tecnológicas no país


  14 Septembre      11        Economie (9698),

   

Bissau,14 Set 20(ANG) – O ministro do Comércio e Industria, afirmou que sem a unidade nacional a Guiné-Bissau não vai conseguir usufruir das capacidades em termos de inovações tecnológicas consagradas no âmbito  da Organização Africana da Propriedade Intelectual(OAPI).

Artur Sanhá que falava no Domingo,  na abertura da cerimónia comemorativa do 58º aniversário da criação da OAPI, disse que o objectivo dessa organização é de registar e proteger todas as iniciativas inovadoras de invenção para se evitar a falsificação.

O governante sublinhou que a OAPI tem ainda um papel fundamental no combate a concorrência desleal, a título de exemplo, disse que uma empresa pode produzir um determinado produto com um nome e registá-lo na OAPI e se vier a constatar que o mesmo está a ser comercializado no mercado com  outro nome, pode meter uma queixa junto a organização para denunciar a violação da sua propriedade.

“Hoje em dia, a principal aposta científica mundial reside na exploração do cérebro e da intelegência humana, através de incentivos aos estudos de novas descobertas científicas”, disse.

Artur Sanhá salientou que o Governo vai apostar na iniciativa de realizar salões de exposição para os jovens inventores e premiar os melhores como se faz noutras partes do mundo.

Por sua vez, o Director-geral da OAPI, Carlos Sanca sublinhou que o mundo celebrou no passado dia 13 de setembro, o dia da criação da Organização Africana da Propriedade Intelectual através do Acordo de Bangui, sob o lema “o papel dos escritórios da propriedade intelectual em África no contexto de covid-19”.

Disse que , o dia 13 de Setembro, colocou os escritórios da OAPI o desafio de encontrar soluções adequadas no combate ao covid-19, acrescentando que a capacidade humana é infindável  e que foi nesta medida que urge enontrar soluções e tecnologias que permitam alcançar objectivos da sustentabilidade no domínio da saúde em termos de inovações e invenções.

Carlos Sanca adiantou que, o que se procura neste preciso momento são as invenções tecnológicas na área da saúde como soluções por forma a fazer face ao covid-19, quer dizer desenvolver medicamentos e vacinas de cura da pandemia.

“Além do que foi dito e face ao actual cenário de covid-19, justifica-se para acentuarmos o papel primordial das invenções tecnológicas na área da saúde de forma a assumir a vida de todos nós”, referiu.

O Director-geral da OAPI disse que a inovação é a chave para criar o mundo mais sustentável e que tem nos dado ao longo dos tempos respostas para muitas questões e dificuldades complexas.

A OAPI conta actualmente com 17 países membros, nomeadamente, Benin, Burkina Faso, Congo Brazaville, Costa de Marfim, República Centro Africana, Camarões, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Guiné Conacri, Gabão, Mauritânia, Nali, Niger, Senegal, Tchad, Togo e Comores.

Dans la même catégorie