APS Aibd : 4533 mouvements d’avions, 354 970 passagers (communiqué) APS Ibrahima Lo alerte sur la prolifération des partis politiques APS La NBA-Africa Game : plus qu’un match, un vecteur de connexion (joueur et dirigeant) LINA Judiciary Denies Newspaper Report On Weah’s Salary Cut LINA Grand Bassa ‘Highest’ Revenue Contributor in FY 2nd Q, says LRA APS Vers une hausse substantielle du nombre de qualifiés à la coupe du monde des petites catégories LINA Education Minister, Two Deputies Confirmed by Senate APS La 3e édition de la NBA Africa game à Johannesburg en hommage à Mandela MAP Côte d’Ivoire : Deux morts dans des heurts entre gendarmes et civils dans l’ouest du pays (ministère) LINA PUL Condemns Growing Hostilities Against Media At Legislature

Pyaongyang decide acelerar programa nuclear


  13 Septembre      32        Militaire (932),

   

Bissau, 13 Set 17 (ANG) – A Coreia do Norte anunciou esta quarta-feira que vai acelerar o programa nuclear, em resposta às sanções « malvadas » impostas pelo Conselho de Segurançada ONU, depois do último e mais poderoso teste nuclear.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros da Coreia do Norte referiu em comunicado publicado pela agência estatal KCNA, que as sanções são « resultados de uma provocação atroz destinada a privar a República Popular Democrática da Coreira do seu legítimo direito de autodefesa e para sufocar completamente o seu estado e as suas pessoas através de um bloqueio económico em larga escala ».

A declaração acrescenta que  a « adopção de uma ilegal e malvada nova resolução de sanções impulsionada pelos estados Unidos  constitui uma ocasião para que a Coreia do Norte comprove que o caminho que elegeu era absolutamente correcto ».

« A Coreia do Norte redobrará os esforços para incrementar seu poderio e proteger a soberania nacional e o direito a existir », reforça o comunicado.

O Conselho de Segurança da ONU aprovou a resolução depois do exército  da Coreia do Norte ter realizado a 03 de setembro o sexto e mais potente ensaio nuclear com bomba de hidrogénio.

Esta quarta-feira foi revelado que o sexto ensaio nuclear da Coreia do Norte teve uma potência de 250 quilo/toneladas, 16 vezes superior à da bomba lançada pelos EUA sobre a cidade japonesa de Hiroxima.

Dans la même catégorie