MAP L’adoption d’une position africaine unie en matière de migration, renforcera le plaidoyer du continent devant les instances internationales (Mme Bouayach) APS UN MÉMORANDUM DE COOPÉRATION POUR PROMOUVOIR LA TOLÉRANCE ET LA PAIX APS HAUSSE DE 0, 3 % DU COÛT DE CONSTRUCTION DES LOGEMENTS NEUFS (ANSD)  NAN Recruitment: Complaints from applicants resolved, says customs spokesperson NAN FG inaugurates 11 strategic documents on reproductive health services APS CAN 2019 ET 2021: LA RTS DÉTENTRICE EXCLUSIVE DES DROITS DE RETRANSMISSION, LA PORTE CEPENDANT OUVERTE À D’AUTRES (DG UAR) APS L’UAR VEUT MAINTENIR LES DROITS DE RETRANSMISSION DES CAN 2019 ET 2021 « À UN NIVEAU ABORDABLE » (DG) APS COUR DES COMPTES : SEPT NOUVEAUX MAGISTRATS INSTALLÉS MAP Ouganda : 150 millions USD de la Banque mondiale pour un plan d’aide aux réfugiés MAP Ouganda: assignation à résidence du chanteur et opposant Bobi Wine

Regionalização: Governo “convicto” no acordo entre os partidos para aprovação final do diploma


  22 Mars      20        Photos (20927), Politique (22703),

   

Cidade da Praia, 22 Mar (Inforpress) – O ministro de Estado e dos Assuntos Parlamentares disse hoje que o Governo está confiante no acordo entre os partidos para a aprovação final global da lei da regionalização, que voltará à Assembleia Nacional na próxima sessão.
“O Governo está confiante de que chegaremos ao acordo para essa reforma estruturante do nosso Estado de direito democrático”, declarou Fernando Elísio Freire, que disse ainda acreditar que aquilo que a todos, neste momento, é “muito superior” àquilo que diverge. “Todos somos chamados a contribuir para esta grande reforma”, reforçou o governante.
Fernando Elísio Freire, que falava durante a conferência de imprensa de balanço da reunião do Conselho de Ministros, lembrou que para a aprovação da proposta do Governo são necessários dois terços dos votos no parlamento e demonstrou sua convicção de que “haverá acordo” entre os deputados no sentido de se ter a votação que a lei exige.
A proposta de lei para criação de regiões administrativas e que regula o seu modo de eleição, as suas atribuições e organização, foi aprovada na generalidade em Outubro, com votos favoráveis de bancada do Movimento para a Democracia (MpD, poder), de dois deputados da UCID (oposição) e de outros dois do PAICV (oposição).
O documento aprovado prevê a criação de dez regiões administrativas, uma por ilha, com excepção de Santiago, que terá duas regiões (norte e sul).
MJB/AA

Dans la même catégorie