APS Omar Pène anime une conférence sur le climat à la Sorbonne, samedi AIP Bientôt un festival culturel pour le District des Lacs APS Le complexe sportif Mohamed IV, un bijou à la pointe de la modernité AIB Burkina/Education : La CEB Fada N’Gourma n°1 tient son premier conseil de l’année 2023. AIB FESPACO 2023 : Installation du comité national d’organisation fort d’une soixantaine de membres AIB Coopération : Le sous-secrétaire d’Etat américain pour l’Afrique de l’Ouest échange avec le président Traoré ANP Sport : Le Grand Stade d’Agadir au Maroc, une infrastructure sportive prometteuse APS Koungheul : des nouveaux bacheliers demandent leur orientation dans des universités publiques APS L’Algérie appelle à la construction d’infrastructures d’envergure régionale en Afrique APS ‘’Bësup Sétal’’ : Kolda accueille la13e édition ce samedi

Ribeira Grande de Santiago: Orçamento e plano de actividade vão trazer uma “grande dinâmica” – presidente da câmara


  31 Décembre      16        Société (41006),

   

Cidade da Praia, 31 Dez (Inforpress) – O presidente da Câmara Ribeira Grande de Santiago disse segunda-feira que o orçamento e plano de actividade para 2020, orçado em 348 mil contos, vão trazer uma “grande dinâmica” ao município.
Manuel de Pina fez esta consideração à imprensa após a aprovação desses dois instrumentos de gestão, apenas com votos a favor do Movimento para a Democracia (MpD, que suporta a câmara), uma vez que a bancada do Partido Africano de Independência de Cabo Verde (PAICV, oposição) retirou-se da sala “em protesto e solidariedade” para com o deputado do MpD José Mendonça que foi excluído desta sessão extraordinária.
Para o edil, hoje é “grande dia” para o concelho, que se encontra em obras desde infra-estruturação desportiva e escolares, requalificação urbana em vários bairros e requalificação da orla marítima, entre outros.
Este orçamento, cuja maior fatia do bolo, ou seja 60 por cento (%), vai para investimento, teve um decréscimo na ordem de 52 mil contos em relação ao anterior, isto, porque, informou, “muito dos objectivos traçadas já foram conseguidos”.
“Educação que é um dos objectivos de desenvolvimento sustentável para nos já está praticamente conseguido, a infra-estruturas desportiva que é para trazer cidade saudável já foi fortemente investido, agora vamos investir menos no desporto, uma vez que quase todas as localidades já tem infra-estruturas desportivas, vamos apostar mais na requalificação urbana”, disse, ajuntando que estes dois instrumentos respeitam o Plano Estratégico de Desenvolvimento do Município.
Para Manuel de Pina é necessário continuar essa “importante medida” e essas obras para promoverem o desenvolvimento do município.
“Penso que nenhum ribeira-grandense que ama a sua terra não deve ver o município privado deste instrumento. Daí que assembleia municipal, a bancada do MpD foi sábia em dotar ribeira grande desses dois instrumentos”, enfatizou.
Por sua vez, o líder da bancada do MpD, Nilton Livramento, que votou a favor desses dois instrumentos, afirmou que este novo instrumento vai dar continuidade ao processo de infra-estruturação do município.
“Temos continuação da obra da casa dos pescadores, temos continuidade da obra de orla marítima, vamos ter continuidade do estádio municipal, do polidesportivo de cidade velha, vamos ter em princípio infra-estruturação do mercado municipal, apoio social na mitigação da seca vai continuar com mais ênfase no banco social, ou seja, ainda temos muito mais para fazer para ajudar os nossos municípios”, considerou.
Entretanto, a sessão extraordinária ficou marcada pela não aprovação da proposta da ordem do dia por parte da bancada do PAICV e pela retirada dos deputados da oposição antes da reapreciação desses dois instrumentos, por “protesto e solidariedade” para com o deputado do MpD José Mendonça.
O líder da bancada do PAICV, Franklim Ramos, por seu lado, disse que votaram contra este “arranjo” por ser uma sessão que foi feito “a revelia dos estatutos e do regimento” da Assembleia de Ribeira Grande de Santiago.
Ma VII sessão ordinária, realizada no Centro Cultural da Ribeira Grande de Santiago, Cidade Velha, no passado dia 20, os seis deputados do Partido Africano de Independência de Cabo Verde (PAICV, oposição) votaram contra o plano e o orçamento, apresentado no montante de 348 mil contos, e o deputado do Movimento para a Democracia (MpD, que suporta a câmara) José Manuel Mendonça votou contra, inviabilizando a aprovação dos instrumentos de gestão camarária.

Dans la même catégorie