ANP Ouverture des frontières terrestres au Niger : Les transporteurs interurbains reprennent progressivement le trafic vers l’international ANP Séance de questions d’actualité au Parlement : Quatre membres du Gouvernement interpelés devant le parlement ANP Niger : 7 nouveaux membres de la haute cour de justice prêtent serment devant le parlement GNA ECOWAS pushes launch of single currency to 2027 GNA ADB holds customer appreciation get-together APS LIGUE DE SAINT-LOUIS : LES INTERNATIONAUX APPORTENT LEUR SOUTIEN À AMARA TRAORÉ APS TAMBACOUNDA : UNE SUBVENTION DE PRÈS DE 14 MILLIONS POUR LES COMITÉS DE DÉVELOPPEMENT DE QUARTIERS APS PREMIÈRE CÉRÉMONIE DE GRADUATION DE L’ÉCOLE MAARIF DE THIÈS APS LE PRÉSIDENT SALL FINIT SA TOURNÉE EN INAUGURANT UN DAARA ET UN RACCORDEMENT ÉLECTRIQUE GNA KAIPTC to hold regional security stakeholders meeting in Banjul

Ritmo de crescimento económico em Cabo Verde regista valor mais baixo dos últimos quatro anos


  6 Novembre      16        Economie (12345),

   

Cidade da Praia, 06 Nov (Inforpress) – O ritmo de crescimento económico continua a abrandar, tendo no terceiro trimestre de 2020, registado o valor mais baixo dos últimos dezassete (17) trimestres consecutivos, evidenciando que o clima de negócios é ainda desfavorável.

De acordo com os dados dos Inquéritos de Conjuntura aos Agentes Económicos, realizado pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), no terceiro trimestre de 2020, para essa evolução desfavorável contribuíram, sobretudo, o sector do turismo onde constatou-se que o indicador de confiança manteve a tendência descendente dos últimos trimestres, apresentando o valor mais baixo dos últimos vinte (20) trimestres consecutivos, ou seja, dos últimos cinco anos.

Os empresários do sector apontaram vários factores determinantes desta situação, destacando os relacionados com a pandemia de covid-19 e a fraca procura como sendo os principais obstáculos do sector nesse trimestre.

Esses mesmos factores justificaram a conjuntura desfavorável no sector dos transportes e serviços auxiliares aos transportes, cujo indicador inverteu a tendência descendente dos últimos trimestres, pese embora, situando abaixo da média da série e, evoluindo negativamente face ao trimestre homólogo.

Outros sectores que contribuíram para essa evolução negativa do ritmo de crescimento económico em Cabo Verde são o comércio em estabelecimento e o comércio em feira.

No que se refere ao comércio em estabelecimento, o INE adianta que o indicador de confiança contrariou a tendência ascendente do último trimestre, situando-se abaixo da média da série, dando sinais de que a conjuntura no sector é desfavorável. As dificuldades financeiras e a insuficiência da procura foram os principais constrangimentos do sector.

Já em relação ao comércio em feira, o indicador de confiança manteve no mesmo nível relativamente ao trimestre homólogo, evoluindo negativamente face ao mesmo período do ano 2019.

Em sentido contrário estiveram os sectores da construção e da indústria transformadora em que os indicadores se situaram acima da média da série e, evoluindo positivamente face ao trimestre homólogo resultando numa conjuntura favorável neste sector.

Os empresários indicaram, no entanto, o nível elevado da taxa de juros e as dificuldades na obtenção de crédito bancário, no sector da construção, e frequentes avarias mecânicas nos equipamentos e as dificuldades financeiras a nível da indústria transformadora como sendo os principais constrangimentos do sector no terceiro trimestre de 2020.

Neste ano de 2020, o Banco de Cabo Verde (BCV) admite que a recessão esperada será mais profunda, podendo atingir uma contracção de 11% do Produto Interno Bruto (PIB), devido aos riscos que a economia cabo-verdiana ainda enfrenta com a pandemia.

Dans la même catégorie