MAP L’ambassadeur Hilale saisit le SG de l’ONU et le CS sur les violations des droits de l’Homme dans les camps de Tindouf MAP Conférence de l’Institut américain «Brookings»: M. Bourita met en avant les réformes audacieuses du Maroc sous l’impulsion de SM le Roi MAP L’initiative noble de SM le Roi d’aider les pays africains en temps de pandémie, un modèle de solidarité intra-africaine (ministre kényane des AE) MAP Jusqu’à 500 millions de DH pour l’aménagement de Harhoura, une destination touristique prisée MAP Hilale démystifie auprès du SG de l’ONU et du CS la campagne hystérique de l’Algérie et du « polisario » sur la situation au Sahara MAP M. Amara plaide pour une mise en œuvre optimale du chantier de l’éducation routière MAP Rencontre à Oujda sur le droit d’accès à l’information APS LE GOUVERNEMENT INVITÉ À HÂTER LA CONCRÉTISATION D’UN PROJET DE POLYCLINIQUE DE DERNIÈRE GÉNÉRATION APS MACKY SALL VA SE FAIRE VACCINER, JEUDI (MÉDIA) APS VACCINATION : MACKY SALL PRÔNE UN ’’PLAIDOYER SOUTENU’’ ET UNE ’’MOBILISATION COMMUNAUTAIRE’’

Sal: “Ninguém fica sem estudar por não ter possibilidades financeiras” – presidente da câmara


  27 Janvier      21        Finance (530),

   

Espargos, 27 Jan (Inforpress) – O presidente da Câmara Municipal do Sal, Júlio Lopes, garantiu que, a nível de formação, “ninguém na ilha fica sem estudar por não ter possibilidades financeiras”, porque a câmara “vai apoiar”.
Júlio Lopes fez essas declarações no acto de abertura de uma formação na área de cuidados a idosos e pessoas portadoras de deficiência, iniciativa do Instituto Cabo-verdiano para a Igualdade e Equidade do Género (ICIEG) e testemunhada pela presidente do instituto, Rosana Almeida.
A acção, dirigida a 18 mulheres na ilha do Sal, visa garantir “um emprego digno e empoderamento económico” das mesmas, através da montagem de lares para acolhimento de idosos e deficientes, ou atendimento a domicílio, cujo projecto, de âmbito nacional, é financiado pela Cooperação Espanhola.
“Aqui no Sal temos um lema, ninguém fica sem estudar por não ter possibilidades financeiras. Quem quer fazer o 12º ano, faz, quem quer fazer o ensino superior aqui no Sal, também faz (…) estamos aqui para apoiar”, assegurou Júlio Lopes, advertindo que neste quesito a juventude “não poderá desculpar-se”.
Insistindo que a juventude “não poderá justificar o não estudar” ou “o deixar os estudos por falta de dinheiro”, já que a câmara está “aberta e disponível” a apoiar, o autarca clarificou, entretanto, que “quem quer ir estudar no Japão ou nos Estados Unidos da América (…) isso é outro problema, são contas de outro rosário”.
“Aí a câmara não tem que apoiar, mas ninguém, aqui na ilha, diz que não estudou porque a câmara não apoiou. A maior parte das pessoas que estão a ser beneficiadas nesse programa de apoio à formação, a todos os níveis, são mulheres”, salientou, exteriorizando que a câmara tem feito um “esforço enorme, apesar das dificuldades”, para “triplicar o apoio financeiro” àqueles que estão a estudar.
Considerando a importância da formação a todos os níveis, desde o pré-escolar ao ensino superior, Júlio Lopes acentuou, ainda, que a câmara que dirige “triplicou”, também, a oferta no pré-escolar, investindo em “vários jardins infantis e outras infra-estruturas de acolhimento de crianças”.
“Nesta câmara municipal temos sido consequentes (…), no quadro da nossa visão traçamos claramente qual é a nossa prioridade, e as acções implementadas e a implementar vão nesse sentido, pois a nossa visão são as pessoas, as famílias e as comunidades”, reiterou o autarca.

Dans la même catégorie