GNA Ghana to host 2021 West Africa Conference on CelebrateLAB GNA Aburihene confers ‘maawerehene’ title on President Akufo-Addo GNA Dr Kingsley Nyarko donates street lights to Kwadaso Municipal Assembly AGP Tournoi UFOA U20 : La Guinée domine la Mauritanie (1-0). AGP Nzérékoré/Insécurité : Cinq bandits présentés aux autorités préfectorales AGP Nzérékoré/Covid-19 : 21 enseignants formés en technique de communication et d’engagement communautaire AGP Guinée/Santé : La prévalence nationale des MGF est de 95% selon l’enquête démographique de Santé Publique de 2018 AGP Guinée/Covid19 : ‘’Des Covid-héros’’ récompensés  par l’Agence More & More APS GESTION DES DÉCHETS : UNE CAMPAGNE POUR UN CHANGEMENT DE COMPORTEMENT LANCÉ À TIVAOUANE APS LUTTE CONTRE LE VIH/SIDA : L’ACCÈS AU DÉPISTAGE RESTE ENCORE « UN DÉFI MAJEUR » (CNLS)

Santa Catarina: Escola Técnica e Liceu Amílcar Cabral retomam aulas presenciais


  27 Octobre      19        Education (3831),

   

Assomada, 27 Out (Inforpress) – A Escola Técnica Grão-Duque Henri (ETGDH) e o Liceu Amílcar Cabral (LAC) retomaram hoje as aulas presenciais depois de terem sido suspensas temporariamente no dia 17 de Outubro por falta de professores.
A confirmação foi dada hoje à Inforpress pelos directores dos dois estabelecimentos de ensino Arlindo Mendes (ETGDH) e Manuel do Rosário (LAC), que asseguraram que todas as condições sanitárias já estão criadas para que se possa garantir a segurança dos alunos, docentes, pais e encarregados de educação no recinto escolar.
Na ocasião, o delegado do Ministério da Educação (ME) de Santa Catarina, Nélito Mascarenhas, explicara que o grande motivo da suspensão das aulas presenciais nas duas escolas é a falta de professores, por estes estarem em campanha eleitoral.
Em Santa Catarina prevê-se um total de 10.400 alunos do 1º ao 12º ano de escolaridade que serão assistidos por 743 professores, e cerca de 1.900 crianças do pré-escolar, a serem acompanhados por 119 monitoras e educadoras de infância.
Entretanto, nos seis concelhos de Santiago Norte as turmas vão estar divididas e com um número máximo de 22 alunos, com horários diferenciados, e tempo reduzido das aulas, conforme as orientações do ME, visando evitar o contágio e propagação da covid-19 nas escolas.
E assim como os demais alunos dos outros concelhos e ilhas, os da região Norte da ilha de Santiago vão complementar a matéria através do programa “Estudar e aprender em casa” e fichas.
Neste ano atípico, além de garantir a segurança, os delegados da Educação entendem que, mais do que nunca, o foco vai continuar a ser na redução do abandono escolar, mas defendem que a mesma é da responsabilidade de todos.

Dans la même catégorie