APS GUÉDIAWAYE : L’AMBASSADEUR DU PORTUGAL OFFRE DES KITS SCOLAIRES À DES FILLES AGP CEMAC: Le programme «Les jeunes tisserands de la paix» en gestation dans le Woleu-Ntem AIP Côte d’Ivoire-AIP/ La mine d’or d’Agbaou fait la promotion de l’excellence à l’école AIP Côte d’Ivoire-AIP/Les femmes de Daloa invitées à s’approprier la culture de la paix pour une élection apaisée AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Les femmes RHDP de la Bagoué réaffirment leur engagement pour la victoire au premier tour de leur candidat Campagne RHDP Bagoué AGP Gabon/Mekambo : Un exploitant forestier chinois arrêté pour vol de bois puis libéré APS DIX-HUIT NOUVEAUX CAS DE COVID-19, AUCUN CAS IMPORTÉ AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Anne Ouloto bat campagne pour l’union des fils du Cavally AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Présidentielle 2020 : la CEI sensibilise la population d’Adzopé sur les modalités du scrutin AIP Côte d’Ivoire-AIP/ Présidentielle 2020 : le développement du numérique et des TIC, l’une des priorités du candidat du RHDP

São Vicente: Grupo de cidadãos cria Banco de Livros de Cabo Verde para dar novo uso aos manuais escolares


  22 Septembre      7        Environnement/Eaux/Forêts (2166),

   

Mindelo, 22 Set (Inforpress) – Um grupo de cidadãos mindelenses lançou nas redes sociais a iniciativa Banco de Livros de Cabo Verde (BLCV), que pretende dar “nova vida” aos manuais escolares já usados e ajudar os mais necessitados e o meio ambiente.
O projecto, lançado esta segunda-feira no Facebook, é vocacionado à recolha de manuais e livros escolares usados do 1º ao 10º anos, e, assim, fazer distribuição para outras pessoas interessadas em os dar uma nova utilização, conforme Joana Costa, principal promotora, avançou à Inforpress.
“É para os mais necessitados, mas também para aqueles que querem preservar o ambiente e assim evitar comprar um livro, uma vez que sabemos que quanto mais livros comprarmos mais plantas morrem e assim desgastamos a nossa natureza “, sustentou a mesma fonte, indicando um grupo de 10 pessoas envolvidas na iniciativa, lançada justamente hoje, Dia Mundial da Árvore.
“O objectivo é assim dar vida aos livros que temos na estante e que não usamos e só ficam acumulando poeira, ajudamos a quem precisa e ao mesmo tempo preservamos o meio ambiente”, reiterou.
Por ser o BLCV algo ainda bem prematuro, Joana Costa disse que os contactos para doacção, como para entrega dos livros, deverão ser feitos através da página do Facebook, mas também de e-mail, bancolivroscv@gmail.com.
E ainda, ajuntou, por projecto ter sido lançado hoje não têm pontos de recolha e nem doacções, mas já contam com algumas “respostas positivas” e alguns interessados.
Por outro lado, di-lo Joana Costa, a iniciativa arrancou com os manuais escolares, mas com o passar do tempo poderão definir ”outros parâmetros e alargar a outras áreas”.
”E ainda pretendemos que a ideia possa vingar em todas as nossas ilhas habitadas. Por isso, aproveitamos para solicitar o voluntariado de pessoas, mesmo em São Vicente, e fora de São Vicente que se identifiquem com o nosso projecto, tanto para doacção como também para divulgação”, considerou a mesma fonte, para quem o objectivo é fazer o “BLCV chegar ao máximo de pessoas possível”.

Dans la même catégorie