GNA UK rallies support for Ghana’s participation in COP26 GNA President commissions Accra Compost and Recycling Plant (ACARP) ACI Congo : Vers la probation et la vente des pesticides dans le pays ACI Congo : La rentrée andragogique 2021-2022, une grande réussite avec près de 95% de présence ACI Congo : Les femmes édifiées sur la résolution 1325 du Conseil de sécurité APS LA SOCIÉTÉ CIVILE INVITÉE À VEILLER AU RESPECT DE LA PARITÉ AUX PROCHAINES LOCALES APS UNE COUPE DU MONDE TOUS LES DEUX ANS, LA QUESTION TRANCHÉE LE 20 DÉCEMBRE (FIFA) APS LE FILM « LINGUI, LES LIENS SACRÉS », UN APPEL À L’UNION DES FEMMES APS LA BRÈCHE DE SAINT-LOUIS S’EST STABILISÉE AUTOUR DE TASSINÈRE (SPÉCIALISTE) APS L’AMBASSADEUR D’ITALIE SALUE L’ »ESPRIT ENTREPRENEURIAL » DES SÉNÉGALAIS VIVANT DANS SON PAYS

São Vicente: Modelo do Centro de Acolhimento de Doentes Mentais será implementado em Santiago


  16 Juillet      16        Société (36413),

   

Mindelo, 16 Jul (Inforpress) – A secretária de Estado da Inclusão Social disse hoje que o Governo vai levar a experiência do Centro de Acolhimento de Doentes Mentais, de São Vicente, para Santiago, principalmente Santa Catarina que carece de infra-estrutura deste tipo.
Lídia Lima falava à Imprensa durante a inauguração das obras de reabilitação do Centro de Acolhimento de Doentes Mentais, de São Vicente, localizado na zona de Vila Nova.
Segundo a governante a ideia é implementar centros para acolher doentes mentais em outras ilhas com o apoio das câmaras municipais locais.
“Vamos beber desta experiência para implementá-lo em outros ilhas de Cabo Verde. Temos problemas em Santa Catarina com doentes mentais e vamos ter todo o apoio da câmara municipal para abrir um projecto desta natureza lá”, explicou Lídia Lima.
A secretária de Estado da Inclusão Social garantiu total apoio do Governo para dar continuidade aos projectos sociais do Governo na ilha e a intenção de elaborar um projecto mais amplo em parceria com a câmara de São Vicente para acolher idosos que vivem em situação de abandono e de carência.
Na esfera nacional, Lídia Lima anunciou que, entre outras medidas, será criado um Plano Nacional para Pessoas Portadoras de Deficiência.
Conforme a coordenadora do Centro de Acolhimento de Doentes Mentais, Lenilda Brito, as obras de reabilitação do centro foram desenvolvidas através do projecto “Um parede de cada vez” (Uma parede de cada vez), de Baltazar Andrade (Balta), contemplaram a remodelação da cozinha, mudança das loucas sanitárias nas casas de banho e instalação de lavatórios para higienizar as mãos.
Também foram feitas pintura das camas, substituição dos colchões, mudança do piso e vedação do espaço frontal que se transformou num local de lazer ao ar livre para os doentes.
“Há outras necessidades e todo o apoio é bem-vindo. Precisamos de mais cadeiras de rodas e camas adaptadas para os acamados porque as que existem dificultam as senhoras a fazer a higienização dos pacientes”, afirmou a responsável.
Por sua vez, o vereador da área social da Câmara Municipal de São Vicente, Rodrigo Martins, explicou que o foi feito é um “melhoramento contínuo” do espaço, que acolhe “aproximadamente 40 doentes mentais”.
Mas, disse o autarca, “a câmara vai mobilizar recursos para quem todos os espaços sociais, principalmente os ligados à área social, sejam “espaços com muito humanismo”.

Dans la même catégorie