ANP Zinder : 60% du cheptel vacciné dans la région, selon le Directeur régional de l’Elevage LINA Health Ministry To Launch J &J Vaccine August 5, As US Donates 302,400 Doses APS LES GUIDES TOURISTIQUES SOUHAITENT LEUR IMPLICATION DANS LA PROMOTION DE LA DESTINATION SÉNÉGAL GNA Government releases GHS 260 million for payment of fertilizer companies Inforpress Praia: Adolescente desaparecido e familiares acusam autoridades de falta de colaboração na busca GNA Ronidany set to create biggest residential hub in Ghana GNA MTN launches 2021 MoMo Month, calls for utilisation of payment platforms GNA Collins Dauda, four others granted bail in $200 Saglemi Housing Project Scandal GNA Court remands man over robbery ABP Société / Des agriculteurs de Banikoara sommés de respecter les couloirs de passage des animaux du corridor Banikoara-Kandi

São Vicente: Participantes da regata ARC+ têm “apreciado muito” tours pela ilha – responsável


  19 Novembre      13        Société (34678),

   

Mindelo, 19 Nov (Inforpress) – O responsável por trazer a regata ARC+ a Cabo Verde, Stefano Palumbo, garantiu que os participantes do evento têm “apreciado muito” tours pela ilha de São Vicente, que é de “muita paz, segura e ideal para descansar”.

A travessia do Atlântico, que terá como ponto último Santa Lucia, no Caribe, e que normalmente viaja com cerca de cem veleiros, traz dessa vez a Cabo Verde 24 embarcações e menos velejadores, devido à pandemia de covid-19.

Desde sexta-feira já aportam na Marina do Mindelo, em São Vicente, pela quarta vez, numa “etapa boa” para descansar e para fazer uma travessia “mais curta” desde as ilhas canárias, de onde partiu a ARC+, segundo o responsável Stefano Palumbo, avançou à Inforpress.

“Cabo Verde é também um lugar interessante de muita paz e todos os participantes têm apreciado muito a ilha de São Vicente”, ressaltou a mesma fonte, adiantando que todos os dias têm feito tours à volta da ilha, que têm recebido “avaliação positiva” dos participantes.

Além de São Vicente, parte dos ocupantes dos veleiros viajaram esta terça-feira até Santo Antão, que também, ajuntou, tem sido “bem apreciado”.

Nesta deslocação, conforme a mesma fonte, estava agendada uma visita ao cultivo do café e também ver a natureza da ilha.

“A Marina do Mindelo também é um lugar perfeito para as reparações dos barcos. Temos tudo à disposição e as pessoas estão sempre abertas a ajudar os velejadores”, elogiou Stefano Palumbo.

A partida está marcada para esta quinta-feira, 19, após uma estadia de cinco a sete dias destes barcos, que chegaram entre sexta-feira e domingo da semana passada a Mindelo.

A viagem de 12 a 14 dias termina em Santa Lucia, no Caribe, depois de ter passado pelas Ilhas Canárias e Cabo Verde, onde, conforme a mesma fonte, chegaram com testes PCR de covid-19 feitos e onde devem repetir o exame aquando da saída.

A directora administrativa da Marina do Mindelo, Jacqueline Gomes, ressaltou, por seu lado, a importância da vinda da regata para a retoma das actividades do espaço.

“Estávamos em lay-off e este é um regresso que faz com que continuemos com os nossos postos de trabalho”, reiterou a responsável em entrevista à Televisão de Cabo Verde.

Segundo a mesma fonte, a regata também é importante para a ilha toda e desperta o interesse de sectores como de restauração, lavandarias e manutenção que também ganham com essa vinda.

A regata ARC+ faz a travessia de 2020 com 100 velejadores entre noruegueses, suecos, italianos, alemães, franceses e holandeses.

LN/ZS

Dans la même catégorie