AIP Côte d’Ivoure-AIP / Lancement dans 13 pays africains de la plus grande étude clinique en Afrique sur le traitement des cas de COVID-19 avant leur évolution vers une forme sévère (Publireportage) INFORPRESS Covid-19: Ministério da Saúde reforça verba orçamental para pagar salários e gratificações dos profissionais INFORPRESS Novo Provedor de Justiça defende criação de novos canais de comunicação com os cidadãos INFORPRESS Coordenador dos Escritórios Comuns das Nações Unidas destaca resiliência do povo cabo-verdiano INFORPRESS Boa Vista: Cláudio Mendonça estabelece como meta colocar a ilha num patamar desejável AIP Côte d’Ivoire-AIP/International/ AIMS et Portia organisent le 18ème Sommet sur le Genre (Communiqué) GNA KAIPTC holds an induction course for ECOWAS states AIP Côte d’Ivoire-AIP/International/ Abidjan abrite le premier atelier sur la “Charte graphique et l’identité visuelle de la CEDEAO ” APS LE SÉNÉGAL PERD PRÈS DE 4 MILLIARDS FCFA D’ÉCOTAXES PAR AN (OFFICIEL) MAP Bulletin quotidien d’informations économiques africaines

São Vicente: Polícia Nacional faz abordagem pedagógica sobre lei do uso de máscaras na via e espaços públicos


  6 Novembre      10        Santé (8064), Société (25116),

   

Praia, 06 Nov (Inforpress) – A Polícia Nacional (PN) colocou hoje 30 efectivos nas ruas de São Vicente numa operação pedagógica que visou sensibilizar pessoas e condutores para a lei sobre o uso obrigatório de máscara facial na via e espaços públicos.

A Inforpress foi ao terreno acompanhar esta operação da Polícia Nacional, um dia após a entrada em vigor desta lei.

Uma dessas acções da PN aconteceu na Rua de Lisboa, uma das principais vias da cidade do Mindelo, com dois agentes que abordou um jovem que estava a circular sem máscara facial. Este confessou que “não sabia que a lei do uso obrigatório de máscaras entrou em vigor”, mas foi alertado pelo agente de que “quem não cumprir está sujeito a coimas”.

Também na Rua 5 de Julho, outro efectivo da PN aproximou-se de um jovem que não usava máscara facial. Ao avistar o agente puxou-a do bolso e a colocou imediatamente. A recção do polícia foi meramente pedagógica informando-o de que “a máscara não deve estar no bolso, mas na face”.

Na mesma rua, outro cidadão, ao ser abordado por um elemento da Polícia Nacional, questionou o agente “onde é que estão a oferecer máscaras”. Por sua vez, o agente disse-lhe que “se tivesse uma máscara tê-lo-ia oferecido”, mas aconselhou-o a “procurar onde tem para comprar”.

Na rua 1 de Monte Sossego também o mesmo cenário. Agentes da PN sensibilizaram pessoas e condutores para o cumprimento da lei. Os condutores de transporte público de passageiros, por exemplo, foram alertados de que “se estiverem a transportar pessoas todos devem usar máscaras”.

No entanto, a Inforpress constatou que a maior parte das pessoas estava a usar máscara facial. Uma percepção também confirmada pelo comandante do Corpo de Intervenção e da Unidade de Piquete da Polícia Nacional (PN), Madelino da Luz, que afirmou que “apenas uma minoria estava sem máscara”.

“A reacção das pessoas tem sido normal e aquilo que temos sentido é que às vezes elas têm máscara no bolo, pegam-na e colocam-na sem nenhuma resistência”, afirmou Madelino da Luz, lembrando que “é da consciência de cada um saber que o uso de máscara é para a defesa da própria saúde e da saúde pública”.

Este responsável explicou que a “acção da PN, nos primeiros dias, será essencialmente pedagógica e espera que não haja a necessidade de aplicar coimas porque o objectivo é sensibilizar”.

Além dos efectivos no centro de Mindelo, a Polícia Nacional colocou equipas na saída da cidade para abordar pessoas e, principalmente, condutores de hiaces para que cumprem as normas, neste momento em que já foram levantadas as restrições acerca do transporte de pessoas.

“Temos equipas nas vias de acesso ao Calhau, São Pedro, Baía e Salamansa a fazer este tipo de trabalho”, acrescentou o comandante do Corpo de Intervenção, para quem “o objectivo é fazer esta operação mais vezes de acordo com aquilo que for percepcionado no terreno”.

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado esta quinta-feira pelo Ministério da Saúde, Cabo Verde registou 96 novos casos positivos e 69 recuperados de infecção por covid-19.

Desses 96 casos, seis são de São Vicente. No geral, a ilha conta com 16 casos activos de covid-19, 194 casos acumulados e três óbitos.

Dans la même catégorie