APS Samba Ndiobène Ka « satisfait » de l’avancement des travaux de pavage à Biscuiterie APS L’Etat et le groupe de la BAD signent deux accords de financement ANP Le Ministre du pétrole sur le chantier du pipeline Niger-Bénin dont 70% des travaux sont réalisés ANP Réunion du comité de Pilotage du suivi de la mise en œuvre de la stratégie Nationale de lutte contre la Corruption et les Infractions Assimilées au Niger APS Coupe du monde des clubs: Al-Hilal en finale APS Le DG de la SN-APS participe par visioconférence à un festival documentaire chinois APS La SONACOS va dégager  »10 à 13 milliards de FCFA » pour la prochaine campagne de commercialisation (DG) APS Pape Mamadou Sy rêve de signer un contrat professionnel avec un grand club MAP RDC: trois manifestants tués lors de l’attaque d’un convoi de l’ONU (MONUSCO) MAP RCA: Plus de 400 millions de dollars nécessaires pour répondre aux besoins humanitaires en 2023 (ONU)

São Vicente: USB de São Pedro, Salamansa e Calhau transformados em postos de saúde


  29 Juillet      35        Technologie (781),

   

Mindelo, 29 Jul (Inforpress) – As unidades sanitárias de base (USB) de São Pedro, Salamansa e Calhau vão ser agora transformados em postos de saúde, suportados por uma parceria entre a Delegacia de Saúde e a Câmara Municipal de São Vicente.

A intenção foi confirmada terça-feira durante a assinatura de um protocolo entre as duas instituições, e que permitirá, segundo o delegado de Saúde de São Vicente, Elísio Silva, realizar um objectivo a que se propôs há cerca de cinco anos.

Elísio Silva disse ter iniciado esse projecto com deslocações de médicos e especialistas a essas localidades, de seguida com deslocações de farmácias e agora essas zonas poderão ter postos de saúde com enfermeiros permanentes.

“Graças ao protocolo que assinamos, porque a Delegacia de Saúde sozinha não poderia resolver esse problema, porque é importante ter um enfermeiro a tempo inteiro e teríamos que criar as condições para os enfermeiros se interessassem”, sustentou a mesma fonte.

“Criando mais condições e levando mais saúde às localidades, isto é o mais importante, e, neste tempo de pandemia, ter melhores condições de saúde e ter profissionais melhores formados, podemos dizer que estamos preparando para uma eventual pandemia na ilha”, considerou Elísio Silva, adiantando que os três jovens enfermeiros foram cedidos pelos Ministério da Saúde e estão “bem preparados”.

Mas, conforme a mesma fonte, a relação entre a delegacia e a câmara não se resume ao protocolo, sendo bem mais extensivo, e inclui também um grupo de trabalho, mantido há três anos e formado por oito jovens licenciados e recém-formados, que trabalham na promoção da saúde e cujos salários são assumidos pela edilidade.

O presidente da câmara municipal, Augusto Neves, ressaltou, por seu lado, querer continuar essa colaboração para que “a ilha consiga respirar tranquilamente”.

É neste sentido, ajuntou, que a edilidade tem sido uma parceira à procura da “melhoria da qualidade de vida dos sanvicentinos, ainda mais nessa óptica de pandemia”.

“Acho que isso irá facilitar e melhorar grandemente os cuidados de saúde nessas zonas”, considerou Augusto Neves, acrescentando estar a sua instituição a cuidar das condições motivacionais para que os jovens enfermeiros possam se concentrar no que é “mais importante, que é de cuidar dos outros”.

O edil prometeu tudo fazer para que toda a ilha tenha a mesma cobertura de saúde.

Os enfermeiros também terão ao seu dispor uma motorizada, que a Delegacia de Saúde recebeu através de uma doação, e que deverá servir para as deslocações domiciliares.

O protocolo, assinado na tarde de hoje, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, pretende, assim, apoiar a presença de profissionais de saúde nas zonas mais distantes da cidade do Mindelo, sendo como obrigação da câmara arrendar e mobilar as residências, onde alojarão os enfermeiros.

A Delegacia de Saúde deverá, por seu lado, comparticipar com 10 mil escudos nos arrendamentos e ainda seleccionar os profissionais para trabalharem nessas zonas.

LN/CP

Dans la même catégorie