MAP Covid-19 : le président sénégalais appelle au renforcement des contrôles systématiques du port du masque GNA Police beefs up security to protect ballot boxes at Adaklu ANGOP Covid-19 : Angola regista 207 recuperados e 68 novos casos APS THIÈS : ’’ESPACE NDUGU’’, UN PROJET POUR MODERNISER LE PETIT COMMERCE DANS LES QUARTIERS APS HAUSSE DES CAS DE COVID-19 : MACKY SALL DEMANDE LE RENFORCEMENT DES CONTRÔLES SYSTÉMATIQUES DU PORT DU MASQUE AIP La GESTOCI teste son dispositif de sécurité sur ses installations AIP Le nouveau directeur régional de l’Enseignement technique et de la Formation professionnelle veut accompagner les responsables d’établissement AIP le gouvernement burkinabé estime a hauteur de 113 millions d’euros le soutien de l’union européenne AIP Plus de 2200 nouvelles cartes nationales d’identité disponibles à Dimbokro AIP Bientôt des logements pour les agents des Eaux et Forêts à Songon

São Vicente/Uni-CV: Laboratório de enfermagem no Mindelo vem elevar condições para aumento da procura na área da saúde – pró-reitor


  18 Novembre      5        Santé (8162),

   

Mindelo, 18 Nov (Inforpress) – O pró-reitor para área de investigação científica e inovação tecnológica da Universidade de Cabo Verde (Uni-CV) acredita que o laboratório de enfermagem, no Mindelo, vai “melhorar as condições” para aumento da procura na área da saúde.
Conforme Aristides Silva em declarações à imprensa, hoje, à margem do acto de inauguração da infra-estrutura, no Mindelo, devido à pandemia da covid-19, registou-se um “aumento da procura” nas áreas de saúde, que agora pode ser melhorado com o laboratório de enfermagem no polo de São Vicente.
Isto, porque, ajuntou, antes para se efectivar a parte prática do curso havia a necessidade de transporte de manequins da Cidade da Praia, o que “danificava” os equipamentos.
“Com a implementação deste laboratório flexibiliza-se. Ainda temos alguma mobilização, mas é meramente de docentes para especialização de algumas áreas, mas já não estamos a transportar os equipamentos”, sublinhou o pró-reitor, para quem o edifício do ex-liceu Gil Eanes já está a ficar “apertado” para as exigências do curso de enfermagem e assim deverá haver uma “pequena adaptação” do laboratório na Faculdade de Educação e Desporto (FAED), também da Uni-CV.
A representação da coordenação do grupo disciplinar da enfermagem, Odete Mota, considerou, por seu lado, que o laboratório terá um “impacto bastante positivo”, tendo em conta que antes eram obrigados a fazer um “mega planeamento” anual para todos os estudantes terem acesso aos equipamentos.
“Temos um ganho, já que os riscos de danificação são reduzidos e sem contar que acabamos por adquirir novos materiais, que não tínhamos e que irão permitir aos estudantes praticar aqui num contexto mais controlado e depois prestar cuidados de maior qualidade quando estiverem em contexto hospitalar”, defendeu.
Com a estrutura, segundo a mesma fonte, os estudantes têm a oportunidade de colocar em prática os conteúdos teóricos leccionados, antes de irem para o contexto laboral.
“É uma forma de treinarem a sua destreza, conhecimento e manuseamento, que lhes permite uma bagagem melhor para darem uma resposta melhor em contexto real e colocar as pessoas em menos riscos”, lançou Odete Mota, para quem os estudantes ficam “melhor formados para dar melhor resposta à comunidade”.
O polo do Mindelo, segundo Odete Mota, tem neste momento cerca de 90 alunos distribuídos do primeiro ao quarto ano do curso de enfermagem.
O acto de inauguração contou ainda com a presença do ministro da Economia Marítima, Paulo Veiga, em representação do Governo, que apelou para que o laboratório seja “bem tratado” pela universidade, pelos responsáveis e pelos alunos, para que futuras gerações possam também tirar proveito dos equipamentos.
“Para podermos continuar a formar na área da saúde, e especificamente na enfermagem, com maior qualidade e maior número de pessoas”, disse o governante, adiantando que a estrutura é “mais uma prova do empenho do Governo na investigação”.
A cerimónia decorreu ainda virtualmente na Cidade da Praia, contando com as intervenções da reitora da Uni-CV, Judite Nascimento, e do embaixador do Japão em Cabo Verde, Arai Tatsuo, como representante deste país que financiou o laboratório.
O financiamento do Japão está orçado em 76.275 euros, cerca de 8.410.400 escudos.

Dans la même catégorie